Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \21\UTC 2017

GeeSrH Lab Sh8 V

É muito comum ouvirmos ao conversar com um descrente a declaração: “Que Deus é esse que manda os que não o recebem e obedecem para o inferno?

Na verdade este é um pensamento disseminado não só entre os descrentes, mas até mesmo entre os seguidores da fé, pois muitos temem a Deus por o julgar um Deus que castiga os que lhe são desobedientes e não um Deus justo e perdoador.

Isto ocorre quando interpretamos isoladamente alguns textos como o que está em Mt 10: 28 que diz: “E não temais os que matam o corpo, e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno a alma e o corpo”, confirmado em Lc 12: 4 e 5: “E digo-vos, amigos meus: Não temais os que matam o corpo, e depois não tem mais o que fazer; mas eu vos mostrarei a quem deveis temer: temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno; sim, vos digo, a esse temei”. Neste texto isoladamente fica a impressão que Deus está sempre pronto e atento para castigar e mandar aos infernos os desobedientes.

Mas a Bíblia revela que Deus é “perdoador” e não castigador como está em Nm 9: 17 e no Sl 99: 8, o que bate com o restante das escrituras como em 1Pe 3: 9. A mesma Bíblia revela em Mt 25: 41, que o inferno foi preparado por Deus para o diabo e seus anjos e não para os homens. Ora, se Deus não preparou o inferno para os homens porque os mandaria para lá?

Deus quer que todos os homens sejam salvos e que cheguem ao conhecimento da verdade, como está em 1Tm 2: 4. Deus preparou para o homem um tabernáculo eterno no céu, e quer que os homens cheguem a ele, como está em Ap 21: 1 a 3 e não ao inferno, para os homens Deus preparou mos céus. Sabemos que Deus amou o mundo e deu seu Filho unigênito por ele, Jo 3: 16, e enviou seu Filho para “Salvador do mundo” e não para condená-lo, como está em Jo 3: 17 e 18 e 4 42 e ainda em 1Jo 4:14. Porque então os homens vão para o inferno?

Vão por sua livre escolha, Deus deu livre arbítrio ao homem e respeita a decisão de cada um, o homem tem o direito de escolher para onde vai na eternidade e faz isso em vida. Deus não envia ninguém pra o inferno apenas não impede que alguém vá para lá, se assim escolheu. Por não ter temor a Deus, o homem escolhe ir para o inferno ao se associar ao maligno como está em Ap 13: 1 a 18, onde duas bestas (dois homens) se associaram a Satanás para ter poder sobre toda a terra, e embora o inferno tenha sido preparado para o diabo e seus anjos, como vimos, é inaugurado por dois homens conforme está em Ap 19: 20. Isto ocorre mil anos antes de Satanás ser julgado e lançado no inferno como está em Ap 20 10.

Ao receber a Jesus o homem escolhe ir para o céu e ao rejeitar a Jesus o homem escolhe ir para o inferno, se cumpliciando a satanás. Deus ama o pecador, mas abomina o pecado, e não pode impedir o que ama o pecado em ir para o lugar preparado para aquele que inventou o pecado, ou seja, o inferno. O homem é que escolhe permanecer na ira conforme Jo 3: 36, e a ira é Satanás.

A quem você deve temer então? temei aquele que tem o poder de perdoar como está no Sl 130: 3 e 4. “Se tu Senhor, observares as iniquidades, Senhor, quem subsistirá? Mas contigo está o perdão, para que sejais temido”. Portanto não tema a Deus como tendo Ele poder de castigar, mas o tema por Ele ter o poder de te perdoar e assim te livrar da mão daquele que vai te enviar ao inferno eterno”.

Deus quer perdoar e enviar todos os homens para o céu, só não envia os que escolheram por terem liberdade de escolha, irem para o inferno. A propósito, qual é a tua escolha, Deus te quer no céu?

cláudio pinto pr

Pense: “Você tem livre arbítrio e com ele escolhe ir para o céu ou para o inferno.” Nãbulus, pensador cristão.

Anúncios

Read Full Post »

O q é o D  I SH8 V

Pilatos, advertido por um sonho de sua mulher para que não se envolvesse no julgamento de Jesus, e em momento dramático de grande angustia e dúvida, veja Jo 19: 8, pergunta a Jesus sobre o que é a verdade. A meu ver ele não estava desafiando a Jesus, que lhe dissera que vinha testemunhar a verdade, mas queria mesmo saber o que era a verdade.

Jesus foi enviado a pregar a verdade em um meio onde existiam muitas verdades, cada grupo tinha as suas próprias verdades, e a tinham como questão de vida ou morte. Havia porfia e grande rivalidade entre os seguidores de cada partido devido a pontos de vista dos quais eles não admitiam abrir mão. Imaginem alguém chegando e contestando cada grupo enfaticamente, e com grande poder de argumentação e cuja missão era de os levar a abandonar suas ideias próprias aderindo a uma nova doutrina a qual Jesus propunha.

Esse era o ambiente em que Pilatos vivia e onde Jesus pregou a verdade, era composto por muitas chamadas “verdades”. Os fariseus tinham a sua, criam na ressurreição e em anjos, os saduceus tinham outra, não criam em anjos em nem na ressurreição, os zelotes tinham suas convicções de zeladores da lei, os herodianos tinha a sua verdade ao ter Herodes como o seu deus, os essênios se isolavam no deserto, os doutores e os escribas também tinham verdades particulares as quais eram absolutamente fieis. Mesmo Pilatos sendo romano tinha a sua verdade, Cesar era o seu deus.

Diante de um caldeirão com um caldo tão variado de sabores, é que Pilatos faz a pergunta a Jesus sobre o que era a verdade, se cada grupo tinha uma verdade e se fanatizava por ela. O dilema de Pilatos era perfeitamente compreensível, pois ele não via crime algum em Jesus, veja em Jo 19: 4.

Jesus contestando a todos se tornava a cada dia um problema maior, era visto como o grande problema para todos os grupos existentes, pois os afrontava. Diante disso, não é difícil se entender que a solução geral que agradaria a todos, seria eliminar o problema comum, Jesus. Interessava a todos os grupos que aquele que os confrontava fosse extirpado do meio, era algo conveniente a todos. Então, a uma voz em Jo 19: 15, pediram que se crucificasse a verdade absoluta, Jesus, para que as verdades temporárias permanecessem.

O que é a verdade? é aquela que é absoluta e permanece para sempre como sendo a verdade, não passa e não muda, Mt 24: 35. “O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar”. As verdades temporárias passam a verdade absoluta permanece. Há mais de dois mil anos a verdade dita por Jesus continua viva, pesquisada e estudada, por a verdade absoluta nunca passa.

cláudio pinto pr

Pense: “A verdade não necessita ser crida nem repetida para que seja verdade, pois é imutável e absoluta”. Nábulus, pensador cristão

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: