Feeds:
Posts
Comentários

Archive for junho \25\UTC 2017

O b bang

A Bíblia relata com detalhes a criação de todas as coisas, por um Deus Criador e Ùnico, a que educacionalmente se convencionou chamar por “criacionismo”, e que é aceita por todos os que creem e temem a Deus . Foi assim chamada para se diferenciar de uma proposta humanista conhecida como “teoria da evolução, que nega a criação original e propõe que a natureza inconsciente tem poder de criar e se criar no tempo. A essa teoria (ideia), se somou outra da parte da ciência a qual se deu o nome de “big bang” e que tenta explicar cientificamente como tudo teria começado a partir de uma pequena e concentrada bola primordial que explodiu. Estas são as teorias mais notórias, confrontando a criação, embora existam outras tantas ideias entre povos e tribos primitivos que não são levadas em conta como estudo, ficando mais no campo da mitologia.

Francis Collins um cientista de renome, talvez o maior dos dias de hoje, por ter sido o chefe da equipe científica que mapeou o genoma humano, é um cristão sério e declarado, autor de vários livros famosos, entre os quais destacamos o livro “A linguagem de Deus”, onde revelou que muitos cientistas se converteram a Cristo devido a teoria do “big bang” que foi criada justamente, não para negar a criação de Deus, mas para propor algo que pensavam ser mais lógico para o surgimento do universo e sua sequência de eventos. Para explicar isso, Francis Collins, lança mão da “lei da causalidade”, que enuncia não haver efeito sem causa e nem causa sem efeito, e que é um princípio praticado e aceito por toda a ciência.

Ora, sendo cientistas e tendo raciocínio lógico, logo concluíram que se houve o big bang inicial, ele é um efeito de algo que o antecedeu e não é a causa, e deixa então a pergunta: qual foi a causa que originou o efeito “big bang?” E muitos cientistas se auto responderam concluindo que teria que haver alguém por trás desse acontecimento, alguém que apertasse o botão que daria origem a explosão. E como a ciência calculou toda a sequencia inicial pôs acontecimento do big bang até hoje, chegaram a conclusão que foi um caos controlado, pois ninguém pode prever o que ocorre num estado absolutamente caótico que é imprevisível. Se pode ser mapeado alguém controlava sabiamente esse suposto caos.

E concluíram que esse alguém só poderia ser Deus, alguém maior que o big bang e que podia controlá-lo. Deus teria sido a causa de tão grandioso acontecimento cujo efeito resultou na origem do universo atual. Dai as conversões dos cientistas, que os levou a estarem concordes com a lógica daquilo que praticam no dia a dia, e o efeito de suas conversões teve como causa o crer em um Deus Criador. Talvez você fique surpreso como eu fiquei com essa narrativa, seria bom ler então o livro A linguagem de Deus de Francis Collins. Um cientista faz suposições e as investiga, após, fica com as conclusões lógicas obtidas e não com as suposições.

Pense: O caos é o lugar ideal para que aja a ordem, Deus é a ordem no caos, é o “Haja luz” criador. Nábulus, pensador cristão

.

Read Full Post »

LM

As eleições na França, a cidade luz da Europa, terra do iluminismo, e cabeça intelectual da Europa, confirmou uma tendência que está se repetindo em todo o mundo, ou seja, a falta ou carência de grandes líderes populares representativos e com qualidade de estadista, no mundo. Hoje se escolhe o que se apresenta como disponível e não o que se tem como o ideal para governar uma nação, e os resultados colhidos tem ido de mal a pior. Nos últimos 50 anos em matéria de estadistas o mundo tem descido a ladeira da incompetência abaixo e está mergulhando em um previsível período de iniquidade e de trevas. Não surgem grandes líderes, e os que existem são inexpressivos ou desqualificados, mas por não surgirem novos, continuam sendo as velhas, falidas e nefastas opções.

Vemos que em todos os principais países do mundo o candidato favorito surge em meio a campanha eleitoral ou próximo a ela, e não era uma carta marcada com uma carreira e um currículo que o recomendasse, mas um produto do meio que veio a tona fortuitamente devido a diversas circunstâncias ou promovido por um vil ou inescrupuloso marqueteiro. Não se sabe o que exatamente ele pensa, e o que pretende, além da notoriedade que o cargo lhe dará, e assim se paga para ver o que vai dar como se uma eleição fosse um mero jogo de pôquer. O pior é que nesse pôquer o blefe tem sido o resultado predominante.

No caso da França, todos os favoritos foram caindo um a um durante o trajeto e isto devido as próprias deficiências ou fragilidades morais, sobraram os que não foram atingidos pelo infausto, e um dos países mais importantes do mundo será governado ou por um candidato tido como extremista ou por um tido como inexperiente para as funções, ao final, prevaleceu o inexperiente. Nos EUA, o político carreirista e profissional, foi substituído por um empresário que pela primeira vez se aventurou como candidato e logo almejou o cargo mais importante da nação e um dos mais importantes do mundo. Na falta de alguém preparado e mais expressivo acabou levando, e foi eleito ao cargo, e agora é que vamos ver quais as suas verdadeiras intenções, competência e tendências, em especial na área internacional, veja a verdade disso em Rm 3:10 a 12.

Na verdade todos os países do mundo estão em carência de verdadeiras lideranças pessoas que tenham vocação, história, competência, carisma e boas intenções, para com a humanidade, para ser o ocupante do cargo principal da nação. Na verdade, elegem alguém convenientemente para o momento, o qual é por opção o menos ruim possível e não a mais desejado e capacitado, muitas vezes apenas um oportunista ou aventureiro que desgraça a nação que dirige.

Assim o mundo está ficando pronto para o surgimento do líder mundial carismático e pragmático, que tenha soluções para todas as áreas da economia, do comércio, da ecologia, das relações internacionais, das crises, etc. O homem poderoso no discurso e com olhar dominador que conduz as massas populares, e conquista as lideranças, e que tem um objetivo claro a executar, alguém determinado e apto a assumir não somente o governo de uma nação, mas apto e pronto a ser guindado a assumir o governo do mundo se tornando o primeiro governante mundial, o qual é citado profeticamente em 2Ts 2: 8 a 10 e Ap 13: 1 a 10.

O mundo começa a ansiar por um líder mundial, a sonhar com esse personagem poderoso no olhar e portentoso na oratória, o seu trono já está posto bastando agora que ele se manifeste em algum ponto do planeta para logo ser entronizado nele pelas nações desesperadas pelo vazio governamental. O mundo começa a ansiar pelo anticristo, o homem da iniquidade como revelam as profecias bíblicas.

Para nós que somos cristãos e cremos nas escrituras, esse momento se delineia a cada dia e está sendo construído passo a passo, até que das trevas resplandeça e seja elevado por todos os que amam o mundo e se regalam na iniquidade e na mentira, terão então o que sempre buscaram e se apegaram, e pagarão o caro preço desse devaneio desolador, conforme diz Dn 9: 27.

Para nós cristãos tementes a Deus, a ordem e buscar a Jesus e seu reino, orando, a cada dia pedindo, “venha o teu reino Senhor”.

cláudio pinto pr

Pense: “Para quem ama a iniquidade o ideal e que no trono do mundo se assente o seu príncipe”, 2Ts 2:13. Nábulus, pensador cristão

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: