Feeds:
Posts
Comentários

Archive for julho \28\UTC 2015

MarteloImagine que como num sonho de repente você se acha colocado  em um jardim fechado. Tudo ali é novidade e você começa a investigar o lugar.

Observando viu que era um lindo e manso jardim onde a calma prevalecia, o Sol a brilhar, os pássaros a cantar e lindas borboletas a voar livremente, e toda as alimárias a desfrutar o ambiente e a passear pacificamente pelo derredor.

Viu também estupefato que ali nascia todo tipo de árvores frutíferas e que o comer ou a fome não lhe seria um problema. Todos os frutos eram perfeitos e na verdade era só os colher e saborear desfrutando de suas delícias. Por outro lado, não haviam ali insetos nem parasitas para que nada se degenerasse e nem mesmo ervas daninhas ali nasciam. O ambiente todo era delicadamente perfumado.

Constata também, que a sede não seria um problema para você, pois um rio de águas cristalinas e puras nascia no jardim e corria dentro dele se dividindo após em quatro braços de rios que separados irrigavam toda a terra a tornando propícia para a vida. Ali não havia nenhum mal estar físico, nenhuma ansiedade mental, nenhuma opressão, nenhum animal raivoso ou doente, nenhuma peçonha e nenhum tipo de  inseto nocivo. O lugar era realmente paradisíaco e passava toda á sensação e se ouvir sons musicais pairando no ar.

O clima era absolutamente constante e agradável sem perigo de intempéries e não havia nenhuma ameaça ou surpresa a espreitar. A paz era absoluta, e todos podiam exercer suas atividades livremente e sem nenhum sinal de perigo.  Uma leve,  suave, e refrescante brisa, soprava mansamente pelo jardim o ventilando de forma continuada.

Só havia uma restrição no jardim, uma lei: havia uma árvore da qual não se podia comer o fruto, e o alerta de que aquele fruto traria além do conhecimento do mal, a morte a quem dele comesse.                                                                                                         Porém eram tantas as árvores frutíferas permitidas e tal a abundância delas, que era difícil decidir  e escolher de qual se iria comer a cada dia, porque alguém se disporia a comer do único fruto que era proibido?                                                                         Fora isso tudo era permitido, e havia paz e alegria naquele jardim maravilhoso e paradisíaco, onde repetimos, uma “única árvore” era proibida ao homem.

A questão é: 1 – estando você nesse jardim, gozando toda essa paz e toda essa  abundância, acharia injusta a proibição de se comer do fruto de uma única árvore,  por lhe ser advertidamente maléfica?  2 – Ou ela seria também a sua árvore “favorita?”

Pense:  “A lei ativa as concupiscências e a força do pecado é a lei”. 1Co 15: 56                                                   Nábulus, pensador cristão.

cláudio pinto pr

Anúncios

Read Full Post »

Dia da B VCreio que todos os mistérios da Bíblia estão contidos no Gênesis, em especial no jardim no Éden com a presença do homem, quanto mais se medita nesse livro mais se descobre coisas novas e que são indispensáveis para o nosso entendimento.                                                              Como é possível com tão poucas palavras se escrever tanto? É algo realmente espantoso, o que me leva a crer que só Deus, que se revela como o autor do livro, pode ter essa capacidade de condensação literária.

Lendo-se o livro lima única vez como sendo um livro de história ele parece algo até infantil ou ingênuo aos olhos do arguto sábio. Porém ao se debruçar e meditar sobre o texto ele vai se descortinando como se fossem gavetas e mais gavetas sendo abertas uma após outra, diante de nossos olhos conforme diz Is 28: 10.

Cada verso do texto do primeiro capítulo do Gênessis, onde está a criação divina, pode dar origem a um livro se meditarmos nele. Ele envolve, a origem de tudo com todas as suas complexidades e com todos os seus mistérios. Como há mais de 6 mil anos alguém já sabia que a terra no início era uma única porção seca com todos os continentes unidos, a qual hoje a ciência recentemente deu o nome de Pangeia?

Como curiosidade, há entre os quatro rios que irrigavam o jardim, o rio Eufrates até hoje existente é citado em Gn 1: 14, e que se localiza na mesma região, portanto os outros devem ter existido também no passado.

Enfim, é uma leitura que quanto mais se lê mais se descobre, e quanto mais se descobre mais se quer ler, porém ler contempla o meditar sobre o texto, pois sem o devido aprofundamento e discernimento do texto, ele é apenas como um livro de fábulas aos olhos do ainda que sábio leitor.

Deus é um ser lógico, e para entender sua escrita temos que descobrir a sua lógica, pois a lógica de Deus não é a lógica dos homens, pois se discerne pela fé.

Pense: “Uma manhã meditando no jardim pode abrir a nossa mente para um novo dia de luz”.                                      Nábulus, pensador cristão.

Read Full Post »

MaranataEste texto diz que Jesus entrou no barco e seus discípulos o seguiram, não diz porém,  qual  era tamanho do barco. Seguiu-se então uma grande tempestade e as ondas cobriam o barco, e no mesmo em meio a tempestade , Jesus dormia.

Assustados os discípulos acordaram a Jesus pedindo que ele os salvasse.  Com  Jesus dormindo no barco, os discípulos se sentiam  em perigo de vida; porém com Jesus acordado,  ele os salvaria dos perigos da tempestade.

Os discípulos estão declarando que nada podem fazer para se salvarem a não ser acordar o seu Mestre. Jesus,  porém  dorme tranquilamente em meio a toda a turbulência. Qual o sentido disto?

Coloquemos o mar como sendo a sua vida, e sendo você convertido e batizado,  permitir que  Jesus adormeça em seu barco, seu coração,  saiba que,  mais cedo ou mais tarde vai se achar em meio há perigos e tempestades também e vai ter que acordar o mestre.

Basta à tempestade vir e você verá que sozinho nada poderá fazer contra ela, e sua vida estará exposta ao perigo.

Este é um alerta ao chamado crente formal,  que tem Jesus em sua vida , mas adormecido convenientemente em seu coração.                                                                                                   Enquanto a sua vida está bem, deixa Jesus dormindo, mas ao se ver assolado  por ventos externos tempestuosos,  só vê uma solução para se salvar em meio à tempestade, é acordar a Jesus.

Acordado Jesus advertira que mesmo não sabendo se defender sozinho, você o deixou dormir convenientemente, e assim o deixaria se não houvesse uma tempestade ao seu redor e em sua vida!                                      É que Jesus acordado comanda a sua vida, e muitos preferem então que Ele esteja dormindo sossegadamente.

Qual é a sua situação, a de estar desperto e alerta e com Jesus vivo em seu barco, ou a de ter que acordar a Jesus para ser salvo das tempestades a qualquer momento?  Vamos, acorde a Jesus, seu Senhor, agora!

Pense: “Jesus entrou no seu barco para comandá-lo,  e não para ficar adormecido nele”.                                         Nábulus, pensador cristão.

cláudio pinto pr

 

Read Full Post »

Jesus é o libertador dos oprimidos pelo mal,  veio para libertar os cativos, e chegou na província dos gergesenos e ali haviam dois endemoninhados ferozes, saídos dos sepulcros que atacavam quem por ali passasse.  E vendo a Jesus, clamaram revelando que : 1 – nada tinham a ver com Jesus,  2 – sabiam ser ele o Filho de Deus,  3 –  tinham conhecimento de que tinham um tempo determinado por Deus para manifestar a sua malignidade.

No verso 31, os demônios reconhecem a autoridade de Jesus sobre eles, e sabendo que seriam expulsos dos dois homens,  lhe rogaram que pudessem entrar na manada de porcos que por ali pastava.                                                           A face blE saindo dos homens e tomando eles os porcos todos se precipitaram no mar caindo por um despenhadeiro e morrendo nas águas. Isso revela que grande número de demônios  habitavam e se apossavam daqueles dois homens.  Os porcos tomados por eles, ficaram enlouquecidos e foram sacrificados no mar, foi o preço cobrado pelos demônios.

Os donos dos porcos assustados com o acontecimento, e ignorando o benefício feito aos  dois endemoninhados,  só se ativeram ao   prejuízo que tiveram com a perda dos porcos, e  viram Jesus não como um benefício para suas vidas, antes,  como sendo Ele  uma ameaça material a eles.  Entre a vantagem espiritual e o prejuízo financeiro optaram por se precaver de prejuízos.

E toda a cidade procurou então a Jesus e lhe pediu que se retirasse de seus termos.                                                               Assim, não só se recusaram a receber a Jesus como desejaram que ele saísse do meio deles. Será que hoje muitos não estão fazendo o mesmo, só avaliando a Jesus pelo lucro ou prejuízo material,  sem levar em conta o benefício ou temer pelo tremendo prejuízo espiritual que isso possa trazer?   1Co 15: 19.

Jesus os ouvindo se foi, pois tinha ouvidos para ouvir os gergesenos, e jamais fala aqueles que, tendo ouvidos,  não o querem ouvir.

Pense: “Quem se acostumou  a vida em escravidão, nunca dará valor a liberdade”                                                                 Nábulus, pensador cristão.

Read Full Post »

Olho AJesus disse nesse texto: “A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz; se porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se portanto a luz que há em ti são trevas, quão grande serão tais trevas”.

A candeia é uma lâmpada sendo nossos olhos comparados a ela, ela deve iluminar tudo o que está a seu redor para que seja visto nitidamente, porém se a candeia não iluminar tudo permanecerá na escuridão.

Assim são os nossos olhos, se forem bons olharão para coisas luminosas e trarão  para nosso cérebro, como se fossem uma câmara fotográfica  a luz do entendimento e do discernimento exterior e tornarão o nosso corpo luminoso,  mas se forem maus, olharão para as trevas deste mundo e as captando as trarão  para nosso entendimento e assim todo o nosso ser será tenebroso, ou seja, sem luz. Olhos bons iluminam o corpo e olhos maus o escurecem.

Se passarmos o tempo todo a olhar para as imundícies deste mundo, para as pornografias, para os escândalos, para as depravações, é isto que será enviado a nosso cérebro e armazenado em nosso inconsciente  nos carregando de obras das trevas, não  por preconceito de cor, mas por terem elas origem no príncipe das trevas deste século, o maligno.

Porém se passarmos o dia a ler a Bíblia e similares, os nossos olhos enviarão luz a nosso cérebro e assim todo o nosso corpo será luminoso em plenitude.

Portanto os olhos são a lâmpada do corpo. Como teu corpo ao ser batizado recebeu a luz do Espírito Santo e se tornou luminoso, se está luz que há em ti se revelarem após como trevas, que grandes trevas serão, pois conseguiram apagar a luz da verdade que havia antes em ti.

Portanto, mantenha o teus olhos na luz, e brilhe como astro em meio as trevas de uma geração corrompida e perversa,  como diz Cl 2: 15.

Pense: “onde uma luz se apaga a trevas prevalecem, onde uma luz se acende a trevas desaparecem.    Mantenha acesa a sua lâmpada”.                      Nábulus, pensador cristão.

 

 

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: