Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \23\UTC 2015

MarteloJó sofreu todo o extenso sofrimento que Satanás lhe impingiu e mesmo na dor jamais pecou, abominou,  ou blasfemou  contra  Deus,   como Satanás garantiu que ele faria ao ser  provado, com dureza conforme Jó 1: 11.

Nem com todas as desgraças e enfermidades que impôs a Jó , e nem mesmo lançando mão de seus amigos,  conseguiu levar a Jó a se desesperar blasfemar contra Deus. Ao contrário ,Jó ao ser provado cumpriu o que está em Tg 1: 12 que diz: “Bem aventurado o varão que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam”.  Jó foi um “bem aventurado”, pois usou a tentação que o inimigo lhe impôs para derrotá-lo diante de Deus.

Deus foi glorificado diante dos anjos, pois ao citar Jó como exemplo de fidelidade a Satanás diante de todos, conforme Jó 1: 8, se sujeitou a confiar na fidelidade e força de Jó  que não o decepcionou, antes sempre o exaltou em tudo isso.

Então vemos Deus respondendo  a Jó e o honrando  por ele  ter vencido na tentação.

Deus responde a Jó

No diálogo de Deus com Jó o questionando nos  capítulos  de 38 a 41, faz parecer que Deus está agora acertando contas com Jó, porém as colocações que faz são muito mais para nos servir de lição e nos esclarecer sobre as questões que  arrazoa com ele,  para entendermos, para  quando formos  também provados, sabermos reagir de forma correta.  Jó havia sido provado e aprovado em tudo isso.

Não era para admoestar a Jó que nunca se rebelou,  e ao final se confessou  vil diante de Deus,  conforme capítulo 40: 4,  e terminou se humilhando diante de Deus no capítulo  42: 6.                                                                                                                           Jó foi um vencedor absoluto, tanto  material quanto espiritualmente, por suas virtudes e por seu caráter idôneo e fiel foi paciente, confiando antes na justiça de Deus.

Pense:  “A paciência é uma virtude resultante de todas as demais virtudes que a produzem”.       Nábulus, pensador cristão”

Anúncios

Read Full Post »

IndicAs  atitudes  de Jó sempre foram irrepreensíveis, mesmo   ao perder tudo que tinha declarou:   “Nu sai do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá: o Senhor o deu o Senhor o tomou, bendito seja o nome do Senhor”,  Jo 1: 21,  suas ações do início ao final, sempre esteve plenamente de  acordo com a palavra de Deus, ao contrário de muitos pastores de hoje, nunca associou erroneamente riquezas com bênçãos.                                                                                                                                                                  *primeiro se humilhou diante de Deus ao ser atingido com dureza em sua vida.                                                                           *Reconheceu a soberania de Deus em tudo e na dor lhe  deu graças, 1Ts 5: 18.                                                                            *Não pecou contra Deus, e nem lhe atribui a culpa do que lhe aconteceu. Jó 1: 20 a 22.                              *Em momento nenhum atribui sua dor ao inimigo, somente se ateve sempre a  Deus.                                                                            *Considerou antes de tudo crer fielmente na justiça de Deus.                                                                                  * Jó nunca se rebelou contra ninguém e nem culpou a ninguém por sua dor e desdita.

Postura espiritual de Jó                                                                                                                                                                                Jó até o fim do livro jamais mudou de postura em relação a tudo o que lhe ocorreu, nem mesmo quando Satanás lhe tocou na carne e o feriu com ulceras  na pele.                                                                     * Humilhou-se e se assentou  em cinzas e se raspava com cacos de telha.                                                      * Resistiu a voz de sua mulher que vendo o seu estado deprimente o  induziu a amaldiçoar a Deus e a morrer, conforme verso  2: 9 e 10.                                                                                                                                                                                               *Resistiu depois aos seus três amigos que vindo o consolar, lhe imputavam estar sendo punido por seus pecados, ainda que nada pudessem  provar contra ele.                                                    *  *Resistiu depois a Eliu,  amigo que lhe disse que Deus o provava com amor para o  corrigir de seus pecados, o que também não aceitou como verdade.  Veja Jó 2: 3.

Jó permaneceu fiel a Deus sem se influenciar por nenhuma opinião humana, crendo em suas próprias convicções no que pensava em relação a seu conhecimento e relacionamento com Deus.  Foi fiel a Deus na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, nas  riquezas e na pobreza,  num casamento perfeito com Deus, em nada se rebelando contra Ele,  assim em nada pecou.  Na verdade Jó,  em seu sofrimento,  em muito foi figura de Jesus e  teve atitudes muito semelhantes as dEle.

Pense: “riqueza e pobreza são para justos e ímpios,  mas bênçãos somente para justos, e  Jó entendeu isso.                                                      “Nábulus, pensador cristão”

 

Read Full Post »

Cor na MNo caso de Jó sabemos que Deus o enriqueceu ou proporcionou o seu enriquecimento, isto devido a seu tremendo testemunho, como vemos no verso 1:10. Porém, isso  incomodou tanto a Satanás a ponto dele comparecer  diante de Deus para acusar a Jó  e pedir permissão para sendo o tentador, o  provar ou tentar  na sua integridade e fé, Jó 1: 1 e 11.                                                     E com a permissão de Deus poder lhe tirar tudo que tinha até mesmo à saúde.  Isso mostra que Deus somente abençoa o homem, pois é bom.  Já Satanás, se  puder,  sempre tirará  todas as bênçãos que o homem de Deus recebeu,  pois sua  essência e propósitos são sempre maus e isso em especial contra os que dão um bom testemunho de Deus em suas vidas.

Veja que não é Deus que  diz a Satanás o que ele deve fazer, nem se cumplicia com ele em suas ações,  conhecendo a sua essência,  só permite que ele faça,  e já sabe como vimos que será uma ação sempre nefasta e maléfica ao homem.  E ele, lhe sendo permitido,  vai e  executa a sua obra que como vemos é sempre maligna e de destruição como diz Jo 10: 9.

Veja aqui algumas máximas espirituais que podemos concluir até aqui:

* Deus pode enriquecer a quem quer, mas nem toda a riqueza vem de Deus.                                      * Deus  dá,  mas não  tira o que deu,  quem tira sempre é o inimigo, se Deus o permitir.                                      * Para por a mão num servo de Deus o inimigo precisa ter permissão de Deus. 1Jo 5: 18.            * Deus só permite a provação  se confiar naquele que está sendo provado  (Lc 22: 31 e 32)                                                                                                                                                                * Jó só foi atacado por Satanás por seu testemunho ser muito grande diante dos homens e por ser integro e  temente a Deus.  Muitos ricos (mesmo se dizendo crentes), ao contrário,  prosperam  por “não terem  bons testemunhos”.  Possuindo muitas  riquezas em nada perturbam a Satanás espiritualmente , e às vezes até cooperam com ele  se colocando pessoalmente em confronto com a igreja  de Jesus.                                                                                                                              *Satanás não  ataca os poderosos que não lhe representem perigo nem ameaça alguma.                                                                                                                                                                                      * Jó  era grande na terra, rico ou pobre,  por seu testemunho diante de Deus e dos homens.                                         * Satanás pode usar homens ou até mesmo  a natureza para tentar os homens.                                              *Nem todos os sinais operados na natureza procedem de  Deus, com a permissão de Deus , Satanás também  opera grandes sinais com fogo e vento como vimos.

As armas e sinais de Satanás

Com a permissão de Deus, Satanás usou varias armas contra Jó:                                                                            Usou homens e bandos deles  contra os servos e contra  jumentos e camelos.  Usou o “fogo dos céus”  contra o gado, e usou o “forte vento” contra os filhos de Jó,  Jo 1: 14 a 20.                                                    Veja que nem todos os “sinais”  vem de Deus como diz Ap 13: 13. Satanás tendo permissão de Deus,  pode operar sinais, conforme alertado em 2Ts 2: 9.  Temos que discernir a procedência dos sinais, como ensina Hb 5: 14, e não nos iludirmos  nos deixando  levar por eles.

Pense:  “Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele”,  1Tm 6: 7 /  Jó 1: 21.   

Read Full Post »

MarteloNão somos contra as riquezas, e achamos que se Deus te enriquecer você deve abraçar  essa bênção sem medo, porém aprendendo  a discernir e a separar o material do espiritual, não se deixando tomar pela soberba , conforme Pv 16: 18, e 19: 1, se julgando nomeado por Deus pelas riquezas ou pela prosperidade como alguém superior espiritualmente aos demais não tão afortunados como você.

Jó era muito rico, mas não se ensoberbeceu e nem demostrou se julgar  superior a ninguém por isso. Como não se engrandeceu na riqueza, também a ninguém culpou pela sua derrocada que o levou a miséria, a doença e ao isolamento. Nunca acusou a Satanás pela sua desdita, e sempre considerou somente a soberania de Deus em todos os acontecimentos de sua vida, e assim buscando entender tudo o que estava oculto por detrás de tudo isso.

De cara isso mostra algo que abala a fé de muitos:  mostra que tanto Deus , dono do ouro e da prata do mundo, Ag 2: 8,  pode enriquecer a quem quiser,  quanto Satanás pode também enriquecer os seus, como protestam  os justos ao ver a prosperidade dos ímpios  em  Ml 3: 13 a 18,  pois Satanás é o posseiro da terra, conforme Lc 4: 6.

Sabemos que muitos veem na  riqueza o serem ou não abençoados e aprovados por Deus,  e ainda que tenham um comportamento ímpio e reprovável, se forem  ricos e abastados,  se sentem sempre abençoados como se fossem Jó .  Esquecem  porém,  do grande testemunho do qual Jó era portador.  A riqueza material tem sido usada na igreja e na vida cristã, como parâmetro para se medir as bênçãos espirituais, por mais absurdo que isso possa parecer.

O rico é tratado com honra tal, que, às vezes,  passa  a  agir como se fosse juiz,  ao julgar e distribuir pessoalmente as  suas chamadas ajudas ou benesses pessoais a revelia da igreja. Depois se decepcionando com seus próprios atos e erros como doador benemérito, e não os reconhecendo se volta contra a igreja a culpando como ineficaz.

O livro de Jó põe essa convicção em risco, e mostra que absolutamente não é verdadeira como revela Ml 3: 18. É só lembrarmos  que descrentes e iníquos, que sempre usaram de todos os meios ilícitos e reprováveis, e até de  violência para prosperar,  sempre formaram as maiores riquezas deste mundo e poucos foram os crentes fieis que foram abastados pelas chamadas riquezas da injustiça.  A maioria dos crentes abastados o são através da própria igreja e sendo este um fato real, sem querer aqui entrar nos méritos dessa prosperidade.

O próprio Filho de Deus, Jesus Cristo,  em quem Deus se comprazia, nada teve de riquezas matérias quando esteve entre nós, e também nunca  nós incentivou a que as  buscássemos, embora não nos proiba de fazê-lo,  mas incitou a busca das riquezas celestiais e eternas no céu conforme   Mt 6: 19 a 21. Jó foi abençoado na riqueza, e foi abençoado na pobreza , esse é um tremendo ensinamento para todos em todos os tempos.  Próximo:  As riquezas de Deus.

cláudio pinto pr

Pense:  “Ao juiz compete ser justo,  pois a sua virtude está em ser justo  e não em ser bondoso”   Nábulus, pensador cristão

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: