Feeds:
Posts
Comentários

Archive for novembro \30\UTC 2011

Os dicionários dizem: 1 – Ato ou efeito de arrepender-se; 2 – compunção, contrição, e o mais apropriado para este caso o item 3 – insatisfação causada por violação de lei ou conduta moral; e que resulta na livre aceitação do castigo e na disposição de evitar futuras violações.

João conclamava a todos a tomarem essa postura de revisão de vida para uma nova existência que ocorreria após o batismo. Por isso era necessário que se confessa-se todos os pecados antes como se vê no verso 6.

A velha criatura, carnal, descendente de Adão, não pode entrar no reino de Deus, é necessário para isso que nasça de novo da água e do espírito e não mais da carne como diz Jesus em Jo 3: 3 a 7.

Quem vive no pecado está sujeito à ira de Deus que é paciente com os pecadores esperando que se arrependam conforme Rm 2: 4, 3: 35 e 9: 22.

O desejo de Deus e salvar o pecador e para isso trabalha, e não levando em conta os tempos passados da ignorância e não se lembrando dos pecados e iniquidades cometidos anteriormente conclama a todos os homens em todas as partes que se arrependam At 17: 30 e Hb 8: 12 e 10: 17.

Deus chama o pecador para que venha como está, mas que tome a atitude de se predispor a ser transformado,  a começar pela lavagem nas águas do batismo se arrependendo de sua vida passada, para ter seus pecados perdoados e esquecidos por Deus.

É necessário que o pecador se reconheça como tal, pois o doente que não se julga doente nunca procurará o médico para ser curado. Como após medicado o doente pode ser curado, o pecador após se reconhecer como tal, se arrependendo,  pode ser perdoado, sarado e lavado de seus pecados nas águas da purificação.

Arrependimento e ter a intenção de abandonar o passado para viver o futuro.

Cláudio Pinto Pr

 

Anúncios

Read Full Post »

Jesus disse: “Sabei, porém, isto: se o dono da casa soubesse a que vigília da noite havia de vir o ladrão, vigiaria e não deixaria minar a sua casa”. Mt 24: 43. O apóstolo Paulo diz que o dia do Senhor virá como um ladrão de noite em 1Ts 5: 2, e o verso 4 diz: “Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão”. Será que você será surpreendido pelo ladrão e não verá a hora do roubo, ou não será roubado da terra por Ele?

O ladrão maligno vem para matar roubar e destruir, Jo 10: 9, mas o ladrão divino vem para roubar dos domínios do inimigo as suas jóias preciosas, pois garantiu que das suas mãos e das mãos de seu Pai ninguém as arrebataria. Jo 10: 28 a 30.

O arrebatamento é também chamado por rapto da noiva, seqüestro, trasladação, pois será efetuado em hora que ninguém esperará, e tirará da terra coisas  preciosas, tesouros do céu. Por isso nesse ato é usada a figura do ladrão.

Cristo vem para te levar, se você ficar, o anticristo te espera, portanto, não fique.

O verso diz que vós já não estais em “trevas”, ou seja, na ignorância ou na escuridão, mas que estais na luz,  alerta para que não durmamos, pois os que dormem o fazem de noite, mas nós sejamos sóbrios e vigilantes. Diz que os que se embebedam se embebedam de noite e que não sejamos como o servo que disse: meu Senhor tarde virá, e começou a espancar os seus servos e a beber com os temulentos, e seu Senhor veio na hora que não esperava, e o separou  com os hipócritas e o lançou no  ranger de dentes conforme Mt 24: 48 a 51.

Tenha óleo na candeia, Mt 25: 9 e 10, vigie e entre antes que a porta se feche.

 

Cláudio Pinto

Read Full Post »

No dia em que o mundo e todos os infiéis disserem; “ha paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição”. Ela será como as dores de parto e as escrituras garantem que de modo nenhum eles escaparão dela. 2Ts 5: 3.

O planeta terra e um lugar extremamente inseguro, há perigos incontáveis no espaço que ela percorre na imensidão do universo, os buracos negros, os meteoros, os raios gama, etc.,  há perigos latentes na terra no mar e no ar, os quais se desencadeando são incontroláveis. E só observarmos os efeitos de vulcões, tsunamis, maremotos, furacões, ciclones, tempestades, etc. Se a terra não é atingida hoje é porque alguém está no controle de todas as coisas a guardando.

Fora isso existem os perigos sociais, causados pela própria humanidade, guerras, fome, doenças, armas, tiranias, economia globalizada, acrescidas da crueldade humana em seu degenerado desejo de poder, domínio, e de subjugar.

Quando o mundo estiver à beira do desastre total, surgira alguém que terá soluções prontas e inteligentes para todas as crises presentes, ele será visto como a solução para os problemas da humanidade e será elevado a governante mundial, dando a todos a sensação de paz e segurança que tanto almejavam.Ele está citado em 2Ts 2: 3 a 11 e em Ap 13: 1 a 10, encarnado na figura da besta que subiu do mar – nações – a qual enganará a todos os homens, ajudado por um líder religioso, Ap 13: 11 a 18, – da terra – pois os homens ímpios, sempre amaram a mentira e desprezaram a verdade e ela lhes será dada  com toda a intensidade.

Gozarão a paz efêmera, que lhes trará repentina destruição sem haver escape.

Cláudio Pinto

Read Full Post »

Em At 1: 7,  Jesus respondeu aos discípulos: “Não vós pertence saber os tempos ou as estações, que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder”. A eles caberia receber a virtude do Espírito Santo e serem testemunhas desde Jerusalém até os confins da terra conforme o verso 8. Para eles o tempo da restauração do reino havia passado.

Mas em 2Ts 5: 1 Paulo diz: “Irmãos, a cerca dos tempos e das estações não necessitais de que vos escreva, pois vos mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como ladrão de noite”. Paulo considera que ao contrário dos discípulos vivendo nos tempos em que Jesus ressuscitou, eles agora já sabiam tudo sobre o tema tempos e estações, ou seja as chamadas dispensações.

Desde a queda do homem, Deus tem trabalhado dentro de seu plano das épocas para cumprir o que declarou em Gn 3: 15, “e porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua semente e a sua semente: esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.

As dispensações decorridas até agora foram: a inocência, Adão no jardim, a consciência, homem caído, o governo humano, com Noé e a arca, as promessas, com Abraão, a lei, com Moisés,  e a graça de Jesus Cristo. Em cada uma delas Deus acrescentou  mais um passo a favor da raça humana para a sua redenção, culminando com a cruz de Cristo seu Filho, e sua ressurreição que vigora até hoje dia e tempo de salvação. Após teremos, o chamado milênio de Cristo, na consumação dos séculos, de Ap 20: 1 a 6, que sendo a sétima dispensação e o grande dia do Senhor, porá fim aos tempos.

A igreja deve discernir bem os tempos, para instruir os seus e alertar o mundo.

Cláudio Pinto

Read Full Post »

Porque o povo judeu no deserto pressionou Moisés querendo voltar ao Egito?

Após quatrocentos anos no Egito esta última geração só conhecia a escravidão, não sabia o que era liberdade, e afligido no deserto pela sede e pela fome, considerava a vida em escravidão melhor que aquela, em dependência e sem comida e sem água, e proclamava, voltemos ao Egito, aos melões, aos pimentões, e até mesmo eram saudosos dos alhos que diziam comer.

Eles nunca entenderam que o deserto era para eles um campo de prova para mostrarem se estavam aptos a entrar numa terra que manava leite e mel, mas pela qual teriam que lutar expulsando os seus moradores. Foram reprovados por terem livremente escolhido voltar à escravidão, pois tinham mente de escravo, com a qual não podiam entrar numa terra para serem livres. Todos caíram no deserto, fisicamente livres, mas mentalmente escravos, até que a geração nascida livre, em corpo e mente, pudesse entrar na posse da terra prometida.

Um odre velho não pode receber vinho novo disse Jesus, assim como uma mente escrava não pode receber uma terra livre, também uma mente velha não pode receber um novo corpo, por isso era necessário o nascer de novo para ver o reino de Deus, de Jo 3: 3, pois ele não se mostrava em aparência exterior, e só podia ser visto pelos olhos da fé. Era preciso primeiro crer para depois ver e esta era uma grande bem-aventurança. A igreja precisa entender a sua hora de prvação.

Hoje ela está no deserto levada pelo Espírito, está solitária, e muitos decidem voltar ao Egito, tentados pelo pão que perece, pela glória que se lhes mostra, e pela soberba pela qual anseiam, suas necessidades viram negócio, e só buscam a Cristo para as coisas desta vida, pobres em entendimento. 1Co 15: 19 e Ap 3: 17.

Entrarão no novo céu ou na nova terra, se adestraram e estão prontos para isso?

Cláudio Pinto

Read Full Post »

A diferença

Sabemos que Deus e imparcial e não faz nestes dias de graça acepção de pessoas, a salvação é para todos igualmente, para os bons e para os maus. Devemos porém nos lembrar que as oportunidades cessam, e o trem da história não para, e em seu trajeto através do plano divino das épocas vai passando pelas diversas estações.

Embora Deus seja longânimo com todos, santos e profanos, tem seu povo escolhido na terra para que seus desígnios sejam cumpridos através dele, e não nega que no momento certo faz diferença entre obedientes e desobedientes, conforme vemos já nos tempos da lei em Ex 12: 7 que diz: “Mas contra os filhos de Israel nem mesmo um cão moverá a sua língua, nem contra homem nem contra animal; para que saibais que o Senhor faz distinção entre os egípcios e os filhos de Israel”.

Deus deu a terra aos filhos dos homens e não pode negar-se e intervir nela sem que estes concordem, assim trabalha com os seus servos no intuito de poder salvar a todos. Porém, os incrédulos estão sempre dispostos a se oporem a Deus, por um ou outro motivo, e desta forma perseguem aqueles que servem ao Senhor.

No dia do juízo a diferença será feita conforme está em Ml 3: 18, como foi dito ao profeta, e nos leva a entender melhor o que está em Ap 22: 11 onde lemos: “Quem é injusto,faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo faça justiça ainda; e quem é santo seja santificado ainda”. Que se aumente a divisão, pois a distinção clara facilitará a separação entre o joio e o trigo. Mt 13: 30.

Faça você à diferença, seja mais justo ainda e santifique-se mais ainda.

Cláudio Pinto

 

Read Full Post »

As cartas aos Tessalonicenses são de tremenda importância escatologicamente para os dias de hoje, que precedem os tempos do fim citado pelo profeta Daniel no capítulo 12:9 de seu livro, similar ao do apocalipse, no velho testamento.

Estas cartas falam das promessas, dos mistérios, do galardão dos justos, do grande livramento proposto, da apostasia, e principalmente, da forma de vida e de caráter para esses tempos, em paz, santidade e respeito à sã doutrina.

Tudo o que a Bíblia promete esta vinculado de forma inerente a uma mudança de pensamento, 1Ts 2: 3 e 4, de atitudes, 1Ts 4: 3 a 5, de vida 1Ts 5: 4 e  12 a 24,  de obras 1Ts 3: 12 e 13,  e entendimento, 1Ts 5: 1 a 4.

É muito importante nestes tempos de apostasia gritante, e de liberalidade e permissividade, que se leia e muito estas cartas para que se esteja preparado para a vinda de Nosso Senhor Jesus Cristo. Estas cartas esclarecem em muito os mistérios contidos nos evangelhos e no livro das revelações, o Apocalipse, nos ajudando a uma mudança de vida conforme os propósitos de Deus.

Estas cartas revelam que tudo será muito repentino e que não haverá tempo para espera, os que são do céu terão que estar prontos no tocar da última trombeta de 1Ts 4: 13 a 18, para participar do encontro nas nuvens e para estar para sempre com o Senhor, o vendo, como está em Hb 14: 12 e sendo como Ele é, conforme 1Jo 2: 3, este livro nos prepara para este momento glorioso, com advertências e exortações, para que sejamos achados conforme está em 1Ts 3:13 e 5: 23.

 

Cláudio Pinto

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: