Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \28\UTC 2011

AGRADANDO AOS HOMENS

“Porque o reino de Deus não consiste no comer e no beber, mas na justiça, na paz, e na alegria no Espírito Santo,  Rm 14: 17.

O comer e o beber na Bíblia são figura das coisas ligadas as concupiscências da carne, servem como motivo de consolação para os que não tendo mais esperança   declaram: “comamos e bebamos que depois morreremos”. 1Co 15: 32

O evangelho foi anunciado para transformar o mundo por isso recebendo o título de “Boas novas”, era uma proposta revolucionária que visava mudar as coisas, e isso começaria a partir da mente humana renovada, conforme Rm 12: 1 e 2.

Tudo o que é novo assusta, pois cobra uma atitude, uma mudança, e nem todos ou a maioria não está disposta a aceitar que o seu modo ou método de vida não está correto. Aceitar mudar significa reconhecer estar errado aceitando a proposta de buscar um novo caminho sofrendo uma transformação.

Jesus ao pregar, anunciou apenas o que seu Pai lhe mostrava, não fez nenhuma concessão, nem mesmo para de se livrar do suplício e da cruz. Jesus tinha um objetivo, o de salvar aos homens,  e isso nem sempre os agradaria. Jesus porém queria agradar a Deus e não aos homens.

O apóstolo Paulo também deixa isso claro ao declarar em 1Ts 2: 4 que nunca pregou para agradar aos homens, mas a Deus. Também, como fez Jesus, disse que não buscava a glória dos homens conforme Jo 5: 41 e 1Ts 2: 6. Pela salvação  dos homens, Paulo foi açoitado com açoites e com varas, foi apedrejado, sofreu três naufrágios, passou uma noite no abismo, esteve em prisões, em perigos de morte, em perigos entre os judeus, entre os gentios, entre salteadores, no deserto, no mar e entre os falsos irmãos, em trabalhos e fadiga, vigília, fome, e sede, em jejum, frio, e nudez conforme 2Co 11: 23 a 27, isso prova que os desagradou.

Infelizmente hoje a igreja ou parte dela tem buscado ser agradável aos homens  fazendo concessões e permitindo que o mundo entre através dela e a contamine com suas práticas. Homens dão glória a outros homens e assim todos se alimentam e saciam a sede de seus egos, e mutuamente se alegram em seus espíritos. Trocam assim a glória e o galardão eterno pelos títulos e glórias desta vida, amam as lisonjas e são vaidosos, desprezando as opiniões dos que não compactuam com suas práticas as quais não condizem com as do reino de Deus.

Lembramos o que diz Paulo sobre o reino de Deus: “porque o reino de Deus não é  comida nem bebida, mas justiça, paz, e alegria no Espírito Santo. “Pois quem nisso serve a Cristo agradável é a Deus e aceito aos homens”,  Rm 14: 18. Se buscarmos agradar aos homens, um dia descobriremos que, fomos desagradáveis aos homens por enganá-los e a Deus por não agradá-lo.

 

Cláudio Pinto Pr

 

 

Anúncios

Read Full Post »

Amados, estaremos mais uma vez indo ao nordeste em missão para o nosso Encontro de Ministros, organizado pelo Conselho Ministerial, nesta oportunidade  junto a nossa  “Família” estabelecida em Feira de Santana na Bahia, mais precisamente na localidade de Francisco Pinto.

Aproveitamos esta ocasião para dar alguns dados desta grande cidade: se situa em um dois mais importantes entroncamentos rodoviários do nordeste unindo as BRs 101, 116, e 324, esta última a ligando a capital e dista 107 Km de Salvador sendo seu pólo de abastecimento, uma espécie de Ceagesp baiano, possui uma enorme feira que deu origem ao nome da cidade  que segundo se informa tem 556.758 habitantes segundo o último  senso do IBGE de 2010. Foi chamada por Rui Barbosa de a “Princesa do sertão” sendo a maior cidade do interior nordestino em população e a segunda do estado.

A cidade funciona como ponto de passagem para o tráfego que vem do Sul e do Centro Oeste e se dirige para Salvador e outras  importantes cidades nordestinas. Graças a esta posição privilegiada e à distância relativamente pequena de Salvador, possui um importante e diversificado setor de comércio e de serviços, além de indústrias de transformação e a Universidade estadual de Feira de Santana com 21 cursos, além de seis Faculdades particulares e uma complexa fábrica de aviões ultraleves, ao lado do aeroporto existente no município.

Certamente lá você encontrará entre outras novidades, frutas típicas que nunca viu e nem sequer sabia que existiam, além de um sincretismo religioso muito grande.

Se um dia tiver oportunidade visite o local. Estaremos de retorno na segunda 28/02/11 querendo Deus.

Cláudio Pinto Pr

 

Read Full Post »

PALAVRA DE HOMENS

O apóstolo Paulo afirma em 1Ts 2: 13 que os irmãos receberam a palavra pregada por ele como vinda de Deus, o que na verdade o era, e não dos homens, e diz que a mesma palavra opera nos que creram. Ora, se a mesma palavra está em ambos como é possível que haja desconfiança ou que haja restrições de um para com o outro? Ou será que a nós homens foi dado o poder de censurar aquilo que Deus quer que falemos? È fácil saber a verdade sobre esta questão, basta que examinemos a palavra à luz da Bíblia e ainda que tenha nos desagradado profundamente, se verdadeira e com respaldo nas escrituras, veio a nós da parte de Deus, e ao rejeitá-la estaremos rejeitando ao Criador e não aos homens e responderemos por isso. É fácil ser filho de Deus, todos querem essa condição, mas é muito difícil aceitar ser repreendido como filho. O que todos esperam e que o próprio Criador desça a terra e num resplandor de luz e glória nos corrija diretamente. Infelizmente porém não tem sido assim, Deus tem nos corrigido através de outros servos que até julgamos inferiores, vindo daí a nossa dificuldade em aceitar essa correção. Na verdade somos vaidosos e pretenciosos até para ser postos no rumo certo, queremos escolher os que tenham a nosso ver dignidade e notabilidade para então aceitarmos. Balaão endureceu o coração e acabou advertido por uma jumenta sua montaria, a qual agredia sem cessar. Davi esperava que Deus lhe corrigisse como um rei que era, mas acabou admoestado pelo profeta Nata, usado por Deus como seu mensageiro. Como diz um pastor amigo, não diga que as mulas nada valem, um dia você poderá ser admoestado por elas. A nossa tendência é a de querer calar a voz de Deus quando nos desagrada, e assim se pudermos usaremos todo o nosso poder e influência para calar o seu falar, e faremos isso proibindo os que nos desagradam de pregar em área de nossa influência, crendo que estamos exercendo o nosso direito. Um dia entenderemos que na verdade nada entendíamos, e que somos talvez piores que a jumenta de Balaão. Nos julgando ricos veremos sermos realmente ricos de espírito humano e muito pobres de entendimento espiritual. Você se julga apto e com estatura para discernir os espíritos e a resistir a Deus? Se pensa que sim, só me resta desejar a você que esteja certo e: boa sorte! Quanto a mim, que Deus me guarde de bloquear o que anuncia “boas novas”. Cláudio Pinto Pr

Read Full Post »

Estivemos mas uma vez no estado que era há bem pouco tempo, o mais pobre da nação brasileira, o estado do Piauí, mas que Deus está abençoando muito.

Desde de que começamos como missionários a visitar o sul do Piauí onde temos muitas igrejas, temos visto um grande progresso ocorrer na região. Somos ao lado de igrejas tradicionais, uma das únicas denominações da linha pentecostal ali atuante. O lugar é propício para quem atua exclusivamente por amor as almas ou as vidas, pois não representa retorno de investimento nem a curto e nem a longo prazo. Isso talvez explique a falta das famosas “igrejas da prosperidade no lugar”. Mas para quem se dedica a salvar e edificar vidas é um território frutífero, pois existem poucos crentes no total da população, sendo um lugar extremamente dominado pela idolatria.

Para você que tem a imagem de um lugar árido e cheio de poeira e árvores secas, informo que é um lugar de um verde como não se vê em São Paulo devido a poluição e que só no tempo de seca brava se torna acinzentado.

Também é uma fonte de águas como podemos ver na foto onde uma fonte jorra sob a própria pressão do subsolo subindo a grande altura, pois abaixo existe um grande aqüífero o que ocasiona o fenômeno que registramos. A paisagem também é estranha para nós com seus planaltos, ou chapadas enormes, que se estendem como se fossem um grande trem andando pelas campinas não lembrando em nada nossas montanhas de formato cônico, tão comuns no sul do país.

Teresina tem um dos climas mais quentes do pais, pois dista do mar trezentos quilômetros, e sua principal atração é o rio Parnaíba cuja foz pode ser comparada a do Nilo em grandeza e beleza.

Ali, você que ainda não conhece, pode experimentar a água de cacimba ou de cisterna, e não gostando tem como opção uma bebida não gasosa, mas deliciosa bem geladinha, e não industrializada ainda, de nome “cajuína”, claro, feita de caju, num processo artesanal de ferver e coar, e que disputa com a similar feita pelos cearenses de ser a típica.

Se você não conhece essa terra, vá lá, onde chove somente três meses por ano, e onde o povo é obstinado e hospitaleiro. Ali existe o calor atmosférico intenso, mas também um grande calor humano, especialmente entre os crentes em Cristo.

Cláudio Pinto Pr

Read Full Post »

IRREPRENSÍVEIS

Em 1Tm 13 diz que devemos ser achados irrepreensíveis em santidade diante de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo com todos os seus santos.

No livro de Fp no capítulo 2: verso 15, e citada a forma de vida que o cristão deve ter neste mundo, conclamando a que sejamos  irrepreensíveis e sinceros, que como filhos de Deus sejamos inculpáveis, mesmo em meio a uma geração corrompida e perversa entre a qual devemos resplendecer como astros no mundo.

Um astro não tem luz própria, ele somente reflete a luz que recebe.

A nossa fonte de luz é Jesus Cristo e nós como espelhos refletimos somente a glória do Senhor, mas isto é o suficiente para que resplandeçamos em meio as trevas deste século como astros que têm como pano de fundo o céu escuro. O mundo deveria ver a nossa luz e até ser iluminado por ela para achar o caminho da vida.

O santo, é separado do mundo, pois este está em trevas, luz e trevas não se misturam. Se Jesus é luz,  nós como seu corpo na terra somos hoje  a luz do mundo conforme Mt 5: 14, ao entrarmos em contato com o mundo devemos iluminá-lo e não permitir que ele tolde o nosso resplandor com suas trevas.

Cada vez que nossos olhos absorvem os brilhos deste mundo deixamos de ser luminosos e a luz que há em nós passa a ser trevas, e nesse caso grandes trevas, capazes de apagar a luz divina que havia em nós conforme Mt 6: 22 e 23.

A luz é que deve eliminar as trevas, isso é um acontecimento natural onde está a luz as trevas desaparecem se diluem diante desta.

Para que sejamos irrepreensíveis devemos fazer como Jó que fez um concerto com os seus olhos como narra em seu livro no capítulo 31:1: “fiz concerto com os meus olhos; como pois,  os fixaria em uma virgem?

Isso nos impede de por nossos olhos em lugares indevidos e assim nos tornarmos repreensíveis diante de Deus.

Temos conosco o Espírito Santo e podemos refletir de dia em dia e de glória em glória a imagem do Senhor sendo transformados na mesma imagem pelo seu Espírito conforme está narrado em 2Co 3: 18.

Tenha sempre óleo na sua candeia para que ela esteja sempre luminosa e nunca se apague.

 

Cláudio Pinto Pr

Read Full Post »

Os judeus, povo separado por Deus em  Ex 19: 6,  para ser um povo santo e um reino  sacerdotal, foi quem um dia por ter se afastado de Deus, se confundiu e acabou por  se recusar a receber o Messias, o Filho de Deus, o santo de Israel. Por isso não foi um povo santo nem reino sacerdotal e acabou por perder esse reino para os gentios, conforme 1Pe 2: 9 e 10.

Desde o passado os judeus trocaram o Deus verdadeiro por outros deuses, desde o episódio do bezerro de ouro nunca mais os judeus deixaram de buscar os ídolos de outras nações, como revelou Josué em seu livro no capítulo 24, verso 15 onde diz ao povo de forma clara, que exigia de cada um uma decisão: “Mas, se vos parece mal o servirdes ao Senhor, escolhei hoje a quem haveis de servir; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do Rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais. Porém eu e a minha casa serviremos ao Senhor”.  Josué se definiu a favor da adoração ao Senhor, o povo embora afirma-se nos versos posteriores que seria fiel ao Senhor, no fim da jornada sequer tinha condições de reconhecer e receber a seu Filho o Messias de Israel.

O povo se dividiu entre os que seguiam a Jesus e os que queriam matar a Jesus, e após a crucificação passaram a perseguir a igreja de Cristo que se iniciou a partir de Jerusalém.

Ficou clara a divisão existente entre o judaísmo e o cristianismo desde o princípio, com a tradição tentando destruir o que era novo e por isso perturbava a nação.

A tradição judaica tentava impedir a pregação da palavra do evangelho a partir de Jerusalém, achando que isto era do agrado de Deus, com isso afastavam a salvação daqueles por quem Cristo morreu, impedindo que os gentios fossem salvos, se tornando contrários a todos os homens e desagradando a Deus.

Um judeu fariseu de nome Gamaliel, doutor da lei, havia advertido a todos em At 5: 38 e 39 dizendo: Daí de mão a estes homens, porque se este conselho ou esta obra é de homens se desfará, “mas, se é de Deus, não podereis desfazê-la; para que não aconteça serdes também achados combatendo contra Deus”.

Ao desobedecerem a Deus e combaterem a sua obra na terra justificam o que diz o apóstolo Paulo, que impedindo a pregação aos gentios encheram a medida de seus pecados.  Assim a ira de Deus caiu sobre eles até o fim.

Se você está sob a graça divina, não impeça hoje a pregação da palavra de Deus, para não se por sob a ira do Criador, por tentar calar seus servos.

 

Cláudio Pinto Pr

 

Read Full Post »

A ira futura

Existe na Bíblia a chamada ira futura ou vindoura, também citada por João Batista em Mt 3: 7 ao perceber os fariseus na fila se apresentando para serem batizados.

A ira revela o descontentamento contido do Criador que em sua longanimidade e paciência  espera que a medida da ira seja completada conforme está em Rm 9: 22..

Deus chama os homens de vasos, e em 2Tm 2: 19 ao falar de dois vasos que se perverteram na fé, cita que numa grande casa não somente há vasos de ouro e de prata, mas também de pau e de barro; e diz que uns são para a honra e outros para a desonra, isso parece até predestinação, porém veja a explicação no verso 18 onde se lê: “os quais se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição era já feita, e perverteram a fé de alguns, ou seja, cada um escolhe o caminho que vai trilhar e que tipo de vaso vai ser. Cada um é que se auto predestina livremente.

Diante dessa liberdade, no verso 20, informa que: “O senhor conhece os que são seus, e que qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniqüidade”.

A iniquidade é constituída pelo sistema mundano, onde impera a falta de igualdade, e portanto, a injustiça. Quem serve a injustiça se faz servo do pecado conforme Rm 6: 18, e afronta a Deus, e fica assim espontaneamente sujeito a ira futura por estar servindo a iniqüidade e desprezando a justiça de Deus.

Deus vai enviar a sua justiça a terra, personificada em Jesus Cristo ressurreto, e ele destruíra a ira conforme 2Ts 1: 7 e 8 onde se lê: “E a vos, que sois atribulados, descanso conosco, quando se manifestar o Senhor Jesus desde o céu com os anjos de seu poder, como labareda de fogo, tomando vingança dos que “não conhecem a Deus e dos que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo”, são dois grupos.

Para os seus, Jesus volta como descanso, para os inimigos, os dois grupos,  como vingador e labareda de fogo, que é o juízo de Deus descrito em Hb 12: 29 que diz: “Pois o nosso Deus é um fogo consumidor” e arremata dizendo: “horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo”, Hb 10: 31. Vale a pena escolher estar sobre a ira de Deus e querer enfrentar o anticristo na tribulação?

A promessa aos salvos é: “E esperar do céu a seu Filho, a quem ressuscitou dos mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura”, 1Ts 1: 10.

É só receber a Jesus ressurreto, fugir da iniqüidade, servir a justiça e crer que Ele pode te livrar da ira, coisa que muitos hoje não crêem. Quem não crê, não tem paz e nem busca a santidade, e sem paz e santidade ninguém verá o Senhor como diz Hb 12: 14. Um abismo chama outro abismo.  Ora vem Senhor Jesus, maranata!

 

Cláudio Pinto Pr

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: