Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \29\UTC 2010

Ouvi a seguinte história sobre esse técnico Abel Braga que pelo ato inusitado no meio futebolístico julgo ser digno de divulgação.

O Santos acertou tudo com ele para ser seu técnico na libertadores de 2011, e claro, coberto por uma gorda recompensa financeira. O acordo foi anunciado para toda a imprensa após o acerto entre as partes.

Porém ontem dia 26 de 10 veio a notícia que o Abel Braga havia comunicado ao Santos que não poderia vir e que resolvera cumprir seu contrato até o fim com o clube Al Jazira dos Emirados Árabes Unidos que se finda em maio de 2011.

Todos ficaram curiosos sobre a reviravolta no negócio que aparentemente girava em torno de novas propostas cobrindo as anteriores como é usual.

Porém divulgou-se a informação de que isso se deu por um motivo muito nobre e raro no futebol uma dívida ou vinculo de gratidão entre Abel e o Sheik.

Ocorreu estar enferma a sogra do técnico Abel Braga no Brasil e o sheik e dono do clube Hamdan Bin Zayed Nahyan, percebendo a delicadeza da situação, pediu que ela fosse transportada para o emirado onde poderia ser tratada próxima de sua filha, apesar dos bons hospitais existentes no Brasil. Para completar pagou todas as despesas com   o tratamento e internação dela o que deixou o técnico em dívida de gratidão.

Quando resolveu voltar ao Brasil, já tendo tudo acertado com o Santos,  Abel conversou  com o sheik e lhe disse que tinha saudades e que gostaria de voltar ao seu pais, pois isto lhe alegraria muito. O sheik então lhe respondeu: se isso te alegra podes voltar, porém saiba que me entristece muito. Foi o bastante, Abel se lembrando do passado recente imediatamente lhe respondeu: se isto te entristece eu fico e cumpro o meu contrato até ao fim, pois sou muito grato ao senhor pelo que fez por minha sogra.

Tremenda atitude, mostrando que mais vale uma amizade sincera que um bom bocado de dinheiro, e que ainda existe gratidão num mundo voltado ao puro interesse. A gratidão e fundamental ao homem, sendo a base para tosas às demais virtudes.

Parabéns Abelão, está foi sua melhor estratégia, não como técnico, mas como homem.

Cláudio Pinto Pr

Anúncios

Read Full Post »

O rastro

Read Full Post »

UM CORAÇÃO REBELDE

Porque a rebelião é como o pecado de adivinhação, e a obstinação é como a iniqüidade de idolatria. Porquanto rejeitaste a palavra do Senhor, ele também te rejeitou, a ti, para que não sejas rei.  1Sm 15: 23

A  rebeldia é reprovada na Bíblia por ser a manifestação exterior de algo oculto dentro do coração, por ela toda a geração  do povo de Israel libertado da escravidão do Egito morreu no deserto e não entrou nem herdou a terra  prometida.

Esse sentimento altivo revela a personalidade forte e exacerbada de seu possuidor, que sendo obstinado em suas idéias dificilmente contraria o seu ego, o seu “eu interior”, vindo a obedecer ou se submeter a uma instrução externa,  por mais bíblica, sábia, útil e sensata que seja. Ele a recebe, mas a descarta com murmuração e ira na primeira oportunidade a usando como ferramenta para contaminar a outros.

E inegável existir entre os chamados crentes, um número muito grande de “irmãos” que negando a fé votam em ateus, por mais que sejam admoestados do perigo que isso representa, pois não se pode esperar justiça do injusto.

Talvez não haja entre os crentes algum candidato que possa ser considerado por estes digno de ser eleito, porém ainda que fosse incompetente,  dificilmente trabalharia contra a sua própria fé, por temor a Deus, e  se o fizesse o seu problema principal seria o de ser primeiramente um falso crente, e depois um mal político. Não saber distinguir um verdadeiro de um falso crente, é uma deficiência que não justifica o erro maior de por esta inépcia se votar em um adepto do ateísmo. Mais vale votar num mal cristão, que terá contas a ajustar com Deus, a votar num bom ímpio, que em nada crê e a nada teme, sendo um alto risco.

O que está sucedendo agora, com diversas leis no congresso ameaçando a liberdade das igrejas cristãs, é na prática resultado da desobediência desses membros obstinados que em oculto fazem exatamente o que manda o seus corações, independente da orientação bíblica que receberam. Colocam a individualidade e o ego acima da razão.

Na verdade exercem a sua justiça pessoal, a pondo acima do interesse coletivo, e por não terem visão de reino,  propiciam o seu solapamento, o que vai ocorrendo lenta, mais progressivamente seguindo uma programação arquitetada pela iniqüidade, a qual sem saber estão cumpliciados e atrelados.

Nessa postura , amanhã terão que decidir: ou abdicam da fé e se unem definitivamente a iniqüidade e a perdição, ou terão que responder por seus atos, arcando com o prejuízo e perseguição resultante de seus próprios erros.

Cláudio Pinto Pr

 

Read Full Post »

A RESSURREIÇÃO

Quando os sábios no areópago em Atenas, se interessaram em ouvir ao apóstolo  Paulo, o ouviram até o ponto em que falou na ressurreição de Jesus, nesse instante, disseram; “E como ouviram falar da ressurreição dos mortos, uns escarneciam, e outros diziam: acerca disso te ouviremos outra vez” At 17: 32.

A ressurreição é sem dúvida o divisor de águas entre o crer e o descrer, entre o que tem fé e o que não há  tem, entre o religioso e o ateu, entre o cientista e o teólogo. Não há como conciliar as duas posições, ou se crê, ou se é totalmente contrario a ela. Esse tema, a ressurreição, sempre será posto como  pedra de tropeço para a o caminho da fé.

Num mundo, onde a coisa mais certa da existência  é a morte, sendo também a mais temida, e muitas vezes até cultuada, como se crer que alguém a venceu e dela saiu,  ressuscitou e voltou a vida, se sequer se  consegue acreditar na existência verdadeira  desse alguém. Se não se crê que Cristo viveu, como se crer no Cristo ressurreto.

Jesus jamais se mostrou, após ressurreto, a quem não cria nele quando vivo, pois se não o reconheceram em vida como o reconheceriam após a ressurreição?  Nem mesmo os dois discípulos no caminho de Emaus o reconheceram, e o discípulo Lc 24: 32. Tomé só acreditou após tocar em suas feridas! Jo 20: 27 e 28. Como poderiam crer, ainda que o vissem ressurreto, os descrentes?

Sem dúvida, é mil vezes mais fácil crer na morte que na ressurreição.

A morte é visível, tangível, todos a vêem, a sentem, a pranteiam, a seguem, e se conformam com o fatalismo de um dia terem que entrar nela, na verdade e sem palavras se preparam para ela, sem saber para onde vão,  sem entender que ela é a “má nova” que  um dia foi dada pelo Diabo a humanidade.

Poucos se preparam para a ressurreição e a vida eterna, poucos vivem como ressurretos e como cidadãos dos céus em seus dias de vida, mesmo entre os ditos crentes, muitos não tem convicção da ressurreição e sem nenhuma instrução a respeito, expressam isso em seu modo de viver. Morrem sem entender o que é a esperança do cristão.

Infelizmente, a maioria despreza o evangelho das boas novas, e não se pode exigir fé do descrente, porém o cristão deve saber que entre todas as “boas novas”, a de que Jesus ressuscitou é o apogeu do evangelho, Ele está vivo hoje, e a direita de Deus nos céus.

Cláudio Pinto Pr

Read Full Post »

A mentira

E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará. Jo 8: 32

A mentira embora escravize, é sutil. Seu adepto  se sente absolutamente livre dentro de seu contexto e amplitude. Por isso, o mundo não se considera escravo do pecado e de Satanás, e fica perplexo diante da proposta de ser salvo e liberto.

A mentira é um ópio: entorpece, envolve e convence. O mentiroso nunca se considerará como tal, e jamais se confessará como sendo. Se o fizer, será como artifício, em tom de ironia, e para se livrar de algum embaraço, acrescentando mais cinismo a esse manjar já nefasto. A mentira é tão convincente que pode convencer ao próprio autor, este, via de regra,   passa a crer cegamente nela, após tê-la criado, e nunca a vê como malévola. Uma máxima esquerdista afirma: “repita uma mentira constantemente e ela se tornará verdade”. Quando todos mentem a mentira vira regra.

Porque o governador Pilatos perguntou a Jesus “O que é a verdade?”

Ele não estava dissimulando, é que no meio do atoleiro, a terra firme também se move, e como saber distinguir o que é do que não é. Lembre-se: “Num mundo onde todos andam torto, quem andar direito será tido como torto”, e isso foi o que ocorreu com o Senhor Jesus quando pregou a verdade no meio de um mundo de mentiras: acabou condenado por dizer a verdade, por ter sido luz onde todos eram trevas.

Onde todos se acomodaram as trevas, a luz é uma grande perturbação, e por outro lado,é mais fácil extinguir uma fonte de luz que eliminar toda a escuridão. Para quem gosta das trevas, a luz é uma afronta.

Num ambiente onde todos mentem, a mentira é natural e predomina, ninguém se envergonha dela nem a vê como desvio ou degeneração de caráter, apenas como uma atitude usual. Na verdade, o ato de falar a verdade será visto como vergonhoso, despudorado, retrogrado, e ninguém quer ser tido como um ingênuo ou radical nessa corte nefasta, pois a esperteza e a mentira são irmãs gêmeas.

É o reino da mentira em que se deleitam, e assim será até o dia em que abrindo os olhos descobrirão a verdade, e crerão nela, mas será tarde demais, pois nesse dia já terão se integrado a mentira eterna, a qual sempre serviram, na qual sempre creram, e na qual sempre viveram.

A quem sempre amou a mentira seja dado o direito inalienável de permanecer eternamente como escravo dela. Verão a mentira transformada em verdade, pois a mentira incorporada será a verdade eterna do mentiroso. Será um reino adequado e onde para sempre, infelizmente, estarão porque a ele escolheram. E terão como rei o pai da mentira citado em Jo 8: 44.

 

Cláudio Pinto Pr

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Read Full Post »

Mais uma etapa do plano de intronização de Lúcifer está em pleno andamento sem que ninguém se de conta de que ocorre hoje o que há muitos anos as palestras contra a nova era denunciavam.

O plano propunha que se conquistassem as crianças, pois os adultos já tinham suas convicções e isso seria difícil, e tendo as crianças como cativas hoje, teriam com eles os adultos de amanhã.  O dia do hallooween, dia 31 de outubro, que também é, será que por coincidência,  o dia do protestantismo. Nesta data a criançada estará saindo a comemorar o dia das bruxas, incentivadas por suas escolas e por seus professores por mais incrível que isso possa parecer. Muitas se vestem a caráter com trajes típicos de uma bruxa, como se isso  fosse uma brincadeira sem maiores conseqüências.

Mal sabem em sua ignorância do mundo espiritual, que se vestindo de bruxas estão se oferecendo ao príncipe das trevas deste século, 2Co 4: 4, que legalmente cobrará  esse compromisso público feito por elas, de forma espontânea.

Hoje as crianças batem à porta e perguntam: gostosuras ou travessuras? E os adultos, sem conhecimento espiritual, e crendo ser isto somente uma brincadeira singela as retribuem com guloseimas.

Amanhã, elas descobrirão que as travessuras tinham um inspirador oculto e que as gostosuras eram o seu grande engano e que agora só restarão como resultado  as amarguras, que se não forem quebradas serão eternas.

Vamos combater essa data maligna que por ironia foi trazida até nós, pelos mesmos que nos trouxeram o evangelho da salvação, ou seja, os americanos. Não deixemos que conosco suceda o mesmo que ocorreu com muitos deles, que  rápido passaram da verdade a outra fé. Vamos esclarecer as nossas crianças sobre os perigos de tais brincadeiras.

 

Cláudio Pinto Pr

 

 

Read Full Post »


Ao finalizar a série sobre o jardim, a escatologia nos remete para um outro jardim que estará no final da história da formação do homem. O chamado reino milenar ou milênio de Cristo é também tido como sendo o período da sétima e última dispensação bíblica.

Na volta de Jesus com sua igreja em glória, após derrotar sozinho todos os seus inimigos na batalha do Armagedom -Is 59:16, 63:3- e após as bodas do Cordeiro   e o juízo das nações, onde serão chamados os convidados a entrar no reino -Mt 25: 31 a 46-  será instalado na Terra o reino milenar de Cristo, que como o próprio nome diz, durará mil anos sendo iniciado na consumação dos séculos e dando início a eternidade.

Quando Jesus se apresentou a Israel foi rejeitado como Messias, como Filho de Deus e como rei de Israel, sendo que as duas últimas são também as acusações que o levaram a ser condenado na cruz. Por isso, seu reino deixou de ser deste mundo -João 18:36- tornando-se espiritual e operado através da igreja. Mesmo assim, Jesus prometeu que restauraria o reino de Israel, mas agora faria isso no tempo e na estação estabelecidos  por Deus.

Esse período é narrado pelos profetas em diversas partes da Bíblia, nas quais se anunciam algumas de suas características como: ser semelhante ao Jardim do Éden, com muito gozo, alegria, ações de graça e voz de melodia -Is 51:3. Será tempo em que os cegos verão e os surdos ouvirão, os coxos saltarão como cervos e os mudos cantarão, a terra seca se transformará em tanques e a terra sedenta em mananciais de água. Lá, haverá um caminho santo onde não passará leão nem animal feroz e pelo qual os remidos andarão, onde haverá júbilo e alegria eterna, onde não haverá tristeza nem gemido -Is 35: 5 a 10-, onde os homens terão um tempo de vida semelhante ao das árvores -Is 65: 22- de tal forma que o mancebo morrerá de  cem anos e o pecador aos cem anos será amaldiçoado -Is 65: 20-, onde haverá grande fertilidade da terra e das mulheres -Is 54: 1 a 3, 59: 22-, onde haverá paz entre as nações -Is 60: 3-, onde o lobo e o cordeiro se apascentarão juntos e o leão comerá palha como o boi -Is 65:25-, onde haverá juízo e justiça -Is 32:15 a 18- e  Jesus reinará em Jerusalém -Is 2:3.

Muitos crentes almejam e lutam por estar nesse reino, porém, se formos a noiva arrebatada, a verdadeira igreja de Cristo,  nele estaremos não como súditos, mas como reis e sacerdotes, como está anunciado em Ap 1:6 e 20:6. Reinaremos com Cristo, o Rei dos reis e o Senhor dos senhores, o rei das nações.Continuemos pois a viver em santidade e a orar como Jesus nos ensinou dizendo: Venha o teu reino. Ora vem, Senhor Jesus! Maranata!

Cláudio Pinto Pr

 

 

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: