Feeds:
Posts
Comentários

Archive for março \31\UTC 2010

Transformando a sociedade

A igreja está colocada no mundo para servir e para favorecer a sociedade, tanto na área espiritual como também na social, na primeira deve trabalhar para que a salvação possa ser levada ao descrente, e através dele estar interagindo para a transformação dos usos e costumes seculares e na mudança da visão do sentido da vida, na segunda deve buscar o bem estar do próximo agindo de forma a favorecer o seu entorno, tornando-se um organismo aceito e bem visto por todos e não um apêndice indesejável que deve ser extirpado. Em qualquer esfera o corporativismo é algo execrável.

Creio que em sã consciência ninguém é contra o projeto “Psiu”, e que a igreja deveria ser a primeira a apoiá-lo, pois sem dúvida e muito útil a comunidade, como a igreja se tornou um corpo estranho nos locais em que se instalou, dando ênfase a exploração dos fieis e dos incautos, através de muito barulho, sofreu todo tipo de perseguição quando do início desse programa, o qual também não cumpria o objetivo para que fora criado. O que deveria ocorrer era um trégua para que as igrejas se adequassem as regras, como também todos os estabelecimentos que ferissem os limites toleráveis de sonoridade e não a descriminação desse seguimento da sociedade.

Porém o pior de tudo é se agir corporativamente usando de autoridade delegada por todos, e para servir  a todos, para favorecer apenas alguns iguais. É lamentável e mais uma vez perdemos a chance de ser idôneos, íntegros, não retaliando nossos algozes, mas ensinando a eles um novo caminho  de cooperação e respeito, tanto as leis como aos direitos gerais, fazendo leis que preservassem a igreja, mas que em seu bojo favorecessem a toda a sociedade, seja ela da mesma fé ou não.

Como cristãos o nosso protesto por terem irmãos delapidado o interesse geral a favor da aquisição de um direito discutível de não respeitar o sossego do próximo, ao invés de gastar o tempo aperfeiçoando uma proposta justa que preservasse a igreja e que auxiliasse o não crente a desfrutar seu laser prazeirosamente, e com o coração agradecido. Creio que assim  ficamos mais distantes e mais antipáticos a sociedade, a qual deveríamos conquistar para os trazer a Cristo.

Cláudio Pinto Pr

Anúncios

Read Full Post »

Palavras torpes

Ef 4: 29  e  Cl 3: 8.

Hoje o hábito de se falar palavrões se tornou comum até mesmo nos meios de comunicação, principalmente por parte de artistas, os entrevistadores ás vezes se contorcem para encarar o fato como natural, em especial as entrevistadoras diante de homens desbocados, mas deixam transparecer seu mal estar como qualquer pessoa com o mínimo de boas maneiras ficaria se estivesse em uma oficina mecânica a ouvir os impropérios proferidos e próprios de alguns desses locais.

Todos fingem se sentir a vontade diante de uma banca de jornais cheia de revistas com suas capas pornográficas, mas poucos ás compram a vista de outros, e os que o fazem raramente as levam a vista preferindo esconde-las,  e isso e muito bom, pois revela ainda existir um mínimo de pudor e decência a cobrir o tronco já apodrecido de nossa sociedade como disse o pensador Paolo Mantegazza.

Na verdade nossos ouvidos são agredidos por aqueles que se imaginam inovadores, ou não hipócritas, pois falam o que pensam rejeitando o “falso moralismo”, como se tivessem  licença para prejulgar e descriminar todos os que não aceitam as torpezas como sendo coisa corriqueira e comum, e por não se fazerem respeitar julgam que já não exista o respeito, ou que seja coisa de retrógrados. Enfim eles dão de si o que tem para impressionar  seus admiradores, que no fundo talvez gostem e mereçam receber tal afronta.

Quanto a nós cristãos, não podemos nos habituar nem nos conformar com tais modismos, não podemos tomar a forma do mundo em nosso linguajar, mesmo respeitando os usos e costumes ou a cultura existente, temos os nossos próprios princípios decretados pelas escrituras e devemos acatá-los como norma, lembrando 1Co 15: 33,  para que possamos oferecer algo diferente a quem nos ouve,  se o que o mundo tem a oferecer e a palavra torpe, nos lhes ofereceremos a palavra santa, educada, refinada, provada e aprovada.

Ao contrário do “palavrão” que por ser torpe sempre degenera, a “palavrinha” falada com santidade e pureza,  pode mudar uma existência, transformar uma mente, mudar o mundo, eternizar a vida.

Dê ao mundo a dignidade da qual necessita, e que talvez não tenha quem lhe dê.

Cláudio Pinto Pr

Read Full Post »

Jesus, o maior comunicador da história

Quando Jesus operou seu ministério na terra, não havia mídia presente, nem microfone, nem alto falante, ninguém gravou, filmou, não foi ao ar pela tv, nem foi manchete de jornais, nem a internet existia para noticiar coisa alguma, se o alvo de Jesus fosse fazer marketing ele viria em nossos dias, mas a Bíblia disse que ele veio na plenitude dos tempos, o tempo perfeito para seu ministério, o que denota que seu objetivo principal era o de salvar o homem e não de se auto promover ou se favorecer pessoalmente.

Jesus afirmou nesse tempo, sem mídia, que “os céus e a terra passariam, mas as suas palavras não haveriam de passar, Mt 24. 35”, e aqui estamos, mais de dois mil anos após a discutir o que Jesus pregou, realmente divino.

Como Jesus fez para que cinco mil o ouvissem no sermão da montanha, só Deus pode saber, bem como o que Ele fazia para pregar ao rugido do mar e ser ouvido por todos que estavam na praia, porém, que Jesus com todo esse poder, não se auto promoveu, isso é notório nas escrituras.

Ele usou seus dons para servir a Deus e para propagar a sua vontade e não a dele, nunca se preocupou com seu índice de popularidade, nem se programou para falar aquilo que todos queriam ouvir, Pv 15: 14, não fez concessões, nem tentou ser simpático com os hipócritas, ou autoridades da época, Pv 16: 1, mas os amou até o fim, dando a eles e por eles também, testemunho da verdade.

Para Jesus, comunicação não era manobrar ou manipular as massas, mais instruí-la, não era buscar proveito próprio, mas oferecer-se por todos, não era se realizar como um grande orador, mas orar por uma grande salvação, para Jesus, comunicar-se, era conhecer as necessidades para as suprir, para beneficência do próximo, como está em Hb 13: 16, pois sabia que com tal sacrifício Deus se agrada.

Jesus hoje, sem a mídia, comunica: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo”, Ap 3: 20. Está é a mensagem do maior e mais humilde comunicador da história humana.

Cláudio Pinto Pr

Read Full Post »

Terminou o júri do casal Nardoni, foram condenados, se são inocentes ou não fica a interrogação, pois o casal jamais confessou o crime, resistiram, conscientes ou não a relatar O ocorrido, ou por não terem realmente participado, ou por  terem apagado da memória as recordações pelo trauma psíquico resultante do ato, talvez, o tempo ou a conversão a Cristo de um deles, possam  responder isso um dia.

Agora, uma constatação,  alguém importante, ensinou a toda a nação uma estratégia que hoje se tornou uma praxe e está sendo usada abertamente, tanto na política como na sociedade, ou seja, que a melhor forma de se safar de uma acusação e negando tudo o tempo todo, nada confessando, ainda que existam provas cabais,  se deve sempre negar e tentar desqualificá-las, usando para isso  a semente da dúvida.

Que grande desserviço foi prestado a nação por uma mente tão esperta e astuciosa, que ensinou como por a prova todas as evidências e questionar todos os fatos, negando-os e  assim tentando desmoralizar uma instituição como a justiça, um dos três poderes fundamentais da democracia, pois  negando os fatos, você inverte a ordem natural, e impetra ao acusador o peso do ônus da prova.

Hoje entramos em um novo tempo, e cabe a justiça descobrir como enfrentar essas novas táticas praticadas pelos suspeitos, e como combater o expediente da negativa, da ignorância, ou da relativização  dos fatos, sempre alegado nos casos de suspeição, sob o risco de nunca mais poder esclarecer nenhum crime, pois os acusados se negarão a falar e assim tudo terá que ser feito por presunção, sendo dificultadas as investigações e obstruído o caminho da verdade. A falta da confissão deixará sempre a dúvida se houve ou não justiça.

Sem confissão, e como crentes, só nos resta desejar que Deus o juiz supremo, em sua onisciência e infinita  misericórdia, faça justiça a todos os envolvidos, acusadores e réus como diz Gn 18: 25.

Cláudio Pinto Pr

Read Full Post »

Palavras que mais  pronunciamos de forma errada, até mesmo por costume:

As direita, correto,   à direita

Menas, correto,   menos

Tamém, correto,   também

Probrema, poblema, plobrema, correto,   problema

Previlégio, correto,  privilégio

Própio, correto,  próprio

Propiedade, correto,  propriedade

Aviso breve, correto,  aviso prévio

Exclusive, correto,   inclusive ou exclusivo

Vinhé, correto,  vier

Ponhar, correto,  pôr

Discreção, correto,  discrição

Tauba, correto,  tábua

Hipocresia, correto,  hipocrisia

Façavor, correto,  faz o favor

Meio dia e meio, correto,  meio dia e meia

Estrupo, correto,  estupro

Prespectiva, correto,  perspectiva

Motandela, correto,  mortadela

Salshicha,  correto,  salsicha

Pograma, correto,  programa

Ingnorante, correto,  ignorante

Bença, correto,  bêncão

Esprimentar. Correto, experimentar

* Não se chateie, lembre-se:  “Herrar é umano”

Read Full Post »

O reino de Deus X

Venha o teu reino    (Mt 6: 10)

Você quer mesmo que o reino de Deus  venha a terra? Ora todos os dias por isso? E se quando o reino vier,  você souber que terá  menos nele, do que tem hoje no reino  deste mundo,  você ainda assim orará pela vinda dele?

Se você hoje vive deleitosamente, como muitos hoje vivem mesmo na fé,  quem te garantirá que no reino a tua vida será melhor que aqui? E se a posição e os direitos que  você goza aqui hoje, forem no reino inferiores você ainda quererá estar nele?

E se você descobrir que vai ficar fora do reino, ainda orará por ele e sua vinda apenas por saber que isto será excelente para os demais embora ruim para você?

Você ama a vinda de Jesus a terra, anseia pela sua volta como está em 2Tm 4: 8, por crer que é o melhor para todos, ou só anseia se for o melhor para você?

Vivendo regaladamente você cumpriu a carreira e ficou firme na fé? 1Tm 4: 7

Atendeu aos orfãos e as viúvas quando necessário, que é a verdadeira religião de Tg 1: 27, você se guardou da corrupção do mundo, dinheiro, vaidades, orgulho, soberba?

Há muitos que não desejam a vinda do reino porque gozam as delicias desta vida, agora já  vivem regaladamente, tem tudo que sonharam, e só sofrem aflições pelas loucuras que fazem  e não pelo nome de Jesus,  talvez não tenham esse gozo quando da vinda do reino, então é melhor que tudo fique como está agora, apegaram-se as coisas desta vida como diz Ec 5: 18, já não pregam o reino e a vida eterna querem eternizar este mundo.

Porém nós oramos dizendo como está em Pv 30: 8 e 9, “Duas coisas te peço; não mas negues, antes que morra: Alonga de mim a falsidade e a mentira; não me dês nem a pobreza nem a riqueza: dá-me só o pão que me é necessário; para que eu de farto não te negue, e diga: Quem é o Senhor? ou, empobrecendo, não venha a furtar, e profane o nome de Deus”, guarda-nos de amar as riquezas Senhor.

1Tm 6: 17 a 19 Que sejamos ricos na sabedoria e inteligência espiritual  de Cl 1: 9.

Venha o teu reino, Senhor Jesus!  Se você concorda ore todos os dias com diz Mt 6: 10.

Cláudio Pinto Pr

Read Full Post »

O reino de Deus

Virtudes do reino

Quem ama o reino o tem no coração e o vê com os olhos da fé, e passa a praticar as suas virtudes hoje, pois ele não é feito de palavras somente, mas de atitudes reais, pois o que é bom e o que é mal procedem do coração diz Mt 15: 18 e 19.

Mt  6: 19 a 21 –  Se temos o coração no reino ali, em seu campo,  acharemos também o nosso tesouro, e daremos tudo por ele,  como está em Mt 13: 44 a 46.

O Sl 51: 17  diz que, se tivermos um coração soberbo não estamos aptos para o reino, porém se nosso coração for quebrantado e contrito seremos agradáveis a Deus, e ele não desprezará o nosso sacrifício santo e vivo conforme Rm 12: 1 e 2

O Sl 62: 10 diz que, não é pecado ser rico, mas sim, por o coração nas riquezas, enriqueceremos se pusermos sempre nosso coração em Jesus Cristo, o Rei, e não confiarmos em nosso próprio mérito e praticarmos a verdadeira religião de Tg 1: 27.

Ec 8: 11 diz que: “visto como não se executa logo o juízo sobre a má obra, por isso o coração dos filhos dos homens está inteiramente disposto para praticar o mal”,  se confiarmos em nosso coração seremos enganados como diz Jr 17: 9 a 12, seremos insensatos praticando o mal, estaremos sob maldição como diz Jr 17: 5, para dirigirmos as coisas do reino precisamos aprender a dirigir primeiro nosso próprio coração conforme diz o Sl 78: 8.

Hb 10: 22 diz: Se somos do reino cheguemos-nos s Deus com um verdadeiro coração Aprendamos primeiro a reger o nosso próprio coração Sl 78: 8, para podermos ser cidadãos do reino de Deus e produzir boas obras.

1Co 4: 20 – O reino de Deus é virtude, é poder, e não somente palavras vazias, quando ele vier trará com ele a vontade do Pai feita na terra, e encherá a terra do conhecimento de Deus como às águas cobrem o mar Is 11 9, Hc 2: 14, por isso é preciso tê-lo no coração hoje, e amar de coração a sua vinda com está em 2Tm 4: 8

Se o reino está em teu coração ore todos os dias como ordenou Jesus pedindo: “Venha o teu reino” conforme diz Mt 6: 10.  Ponha o teu coração no reino, para que venha com ele a justiça a paz e a alegria no Espírito Santo conforme Rm 14: 17.

Cláudio Pinto Pr

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: