Feeds:
Posts
Comentários

Archive for fevereiro \27\UTC 2010

A ilha

O governador Arruda está preso, isso além de inédito, não é, ou não deveria ser, motivo de alegria para ninguém, felicidade seria ele cumprir seu mandato com integridade absoluta e sair dele ileso e com aprovação total.

Infelizmente não é assim, ele não honrou os votos que teve, foi flagrado na transgressão, mentiu sobre o fato tentando cobrir a transgressão  com “panetones”, isso porque era próximo do natal, se fosse do carnaval a tentativa de fraudar seria feita  com confetes e serpentinas para os pobres se divertirem,  e talvez com lança perfumes para eliminar o maus odores restantes.

Deus foi quem pos todas as autoridades onde estão, crentes ou descrentes, como em Rm 13: 1,  isso desde os tempos idos de Poncio Pilatos como disse Jesus em Jo 19: 11, creiam eles nisso ou não, não adianta o subterfúgio de após o crime lavar as mãos, historicamente é inútil, a água fica suja e as mãos não ficam limpas, e não adianta perdoar para ser perdoado, e confessar que errou para fugir da culpa, é preciso arrependimento, senão, faltará  honestidade e sobrará hipocrisia.

É preciso mudança interior, contristação, para que o peso da vergonha  do passado impeça que o mesmo ato volte a se repetir no futuro, e não ocorra que a mesma mão que tocou piano, após encha meias com  dinheiro, e os mesmos olhos que lacrimejaram pelo perdão, se encham de volúpia e cobiça pelo vil metal. Quão grande é a vergonha daquele que posto pelo povo como exemplo a todos , acaba por envergonhar o próprio espelho que o reflete.

Tomara que Brasília tenha um governador probo, integro, e que honre seu mandato e apague o passado político obscuro da cidade e saia bem-visto e volte nos braços do povo,  pronto para um novo mandato, pois tudo é possível na “ilha da fantasia”, alguém temente não só a pena,  mas principalmente a Deus.

Anúncios

Read Full Post »

Obediência II

Teste sua obediência

Jesus foi obediente até o fim.

E foi obediente por que entendia o que fazia,  para termos prazer em fazer alguma coisa é preciso entender primeiro o que, para que, e porque o estamos  fazendo. Entender o sentido das coisas nos leva a ter prazer em executá-las ou pelo menos a nos compenetrarmos da razão do porque de fazê-las, conscientes de  onde saímos, para onde estamos indo, e onde queremos e devemos chegar.

Jesus saiu da glória junto ao pai, revestiu-se  de um corpo físico e com ele, caminhou na carne sobre a terra, foi rejeitado, incompreendido e humilhado, mas célere caminhou para a morte, pois tinha um alvo: chegar a ressurreição.

Cumpriu seu objetivo, e o consumou na cruz, abriu a todos os que crerem nele e em sua obra vicária, as portas da eternidade, tudo porque foi obediente, não fez a sua vontade, mas fez a vontade de seu Pai, entendeu, e deu mais valor a morte que a vida, pois foi a  partir da morte que Ele introduziu a vida.

Tudo porque entendeu e cumpriu todos os desejos de seu Pai e não os seus, na carne,  essa era a sua comida diária, fazer a vontade do Pai. Jo 4: 34

E nós, entendemos qual é a posição que ocupamos diante da vontade de Deus, de seu projeto para nossas vidas? Temos a sua vontade como o centro de nossas decisões?

Deus não quer ser o primeiro em nossa lista de prioridades, mas quer sim, ser o centro de tudo, não quer ocupar a sala que você cuidadosamente preparou para ele, mas quer tomar posse de toda a sua casa.

Pergunte a Deus se você está de acordo com a vontade dEle, ou se espera  que Ele esteja  de acordo com a tua vontade.

Faça isso, e teste agora o seu espírito de obediência!

Read Full Post »

Obediência I

SEJA FEITA A TUA VONTADE

As vezes pensamos que fazendo a nossa vontade estamos fazendo a vontade dos outros, e quando descobrimos que não é assim  ficamos frustrados, e nossa tendência natural é a de culpá-los por não concordarem ou não compreenderem aquilo que fazemos.

A nossa intenção era a melhor, achávamos que a nossa vontade era a vontade de todos?  É muito fácil fazer aquilo que queremos fazer, pois o fazemos com muito prazer e alegria, porém é duro e fatigante fazer algo que não está em nosso coração e que fazemos apenas por obrigação, ou pior por obediência e para agradar os outros.

Obedecer porém, é fazer aquilo que não queremos fazer, é fazer aquilo que muitas vezes nos desagrada, que não estava em nossos planos fazer, pois obedecer fazendo aquilo que queremos fazer não é obediência antes é puro prazer é deleite.

Nos não sabemos qual era a vontade pessoal de Jesus, ele nunca a fez, declarou que sempre fazia a vontade de seu Pai, porém, qual era a sua vontade pessoal? Sua vontade era a de obedecer sempre e em qualquer circunstância ao seu Pai, esta era a sua comida, Jo 4: 34  fazendo o que este lhe determinava, ainda que com humilhação e dores. Ele foi obediente sempre e em obediência caminhou para a morte e morte de cruz, pela vontade do Pai.

Fácil seria para Ele gozar a glória de ser o Filho de Deus, se prevalecer disso dizendo: Eu sou o Filho do rei”, e assim ter todos os privilégios inerentes a sua posição, mas antes se aniquilou a si mesmo abrindo mão de toda a honra para ficar com a honra de ser desonrado na cruz, mas sendo obediente até o fim, sabia, seria exaltado por Deus.  Fp 2:8 e 9.

Ele não fez isso por sua vontade, mas por obediência ao Pai como está em Mt 26: 39 e 42.

Obedeceu ao fazer o que não queria, mas que sabia devia fazer.

Read Full Post »

CONTESTAÇÃO

Existem muitos textos, em especial na internet, que contestam as afirmações de fatos ou revelações científicas na Bíblia, como contestam também a historicidade

nela contida, o que é muito natural quando abordada do ponto de vista de  céticos.

O problema do texto bíblico e que se interpreta de forma literal e espiritual, sendo que a segunda forma não pode ser entendida pelo homem natural como está em 1Co 2: 14. Quanto a narrativa histórica, muitas vezes também contestada, se tem revelado como verdadeira naquilo que a ciência já pode pesquisar, citamos como exemplo a cidade de Nínive,  só citada e  existente no texto bíblico.

O problema é que há coisas que só se discernem pela fé, e a ciência embora cética aparentemente, usa a fé para pesquisar, embora não a possa entender do ponto de vista espiritual. A mesma ciência que crê e proclama que tudo na matéria está em degeneração, acredita na evolução das espécies numa flagrante contradição e está sempre revendo seus conceitos imutáveis através da história.

Não temos condição nem pretensão de contestar a ciência, nem o fazemos, e no fundo lamentamos que seus adeptos não tenham a mesma atitude desprendida em relação as coisas da fé.

CONDENSAÇÃO

Abaixo a síntese dos temas  das provas científicas contidas na Bíblia, e publicadas em nosso blog, que poderão ser úteis a você. Lembramos que os comentários abordando cada uma delas, estão arquivados no blog  “Acordediscorde” para consulta.

A TERRA REDONDA  (Pv 8: 27 e Is 40:22a)

UM SÓ CONTINENTE, A PANGEIA  (Gn 1: 9)

O ÀTOMO INVISÍVEL (Hb 11: 3)

A TERRA SUSUPENSA NO NADA  (Jó 26: 7)

O NUCLEO INCANDESCENTE DA TERRA (Jó 28: 5)

A PRESSÃO ATMOSFÉRICA (Jó 28: 25)

O VAZIO DO POLO NORTE (Jó 26: 7)

O MEIO DA TERRA  (Sl 74: 12)

TODO O OLHO VERÁ  (Ap 1: 7 e 11: 9)

Read Full Post »

O raciocínio

Existo, portanto penso

No dia 11/02/10 o cineasta e comentarista Arnaldo Jabour, com quem sinto bastante  empatia,  fez pela CBN uma crônica inteligente e ácida, abordando uma pesquisa científica norte americana sobre as origens do homem, que revela terem os macacos  99,9% dos genes humanos, que a tornou cheia de humor e de realidades, pois isto coloca ambos na prática como uma só espécie diferenciada somente pelo raciocínio, que coloca o homem como superior ao símios e aos demais animais.

Me detive no momento em que ele discordando citou o raciocínio humano como sendo filosoficamente somente um meio de defesa, semelhante ao cheiro do gambá ou ao veneno da serpente, etc. Sem querer contender, ouso acrescentar o seguinte: o raciocínio foi dado ao homem para que tivesse arbítrio, ou seja,  poder de pensar, pesar e decidir, porém o homem não usou o dom do arbítrio, mas  se apegou ao poder do “livre arbítrio”, da independência, ou seja, faço o que quero, como quero, onde quero, e a hora que quero, o que tornou o raciocínio um dote degradado e muitas vezes até insano.

O homem pensa que por raciocinar e ser  superior, pode usar livremente o seu arbítrio, e essa presunção tem gerado as grandes  desgraças da humanidade,  quando o homem  usou pela primeira vez sua opção de escolha, já a fez de forma livre e equivocada,  escolhendo comer do fruto da árvore da ciência do bem e do mal,  crendo que adquirindo conhecimento humano isso o tornaria igual a Deus, isso claro, para os que crêem na criação, a  partir daí fez da desobediência a sua forma de conduta natural, sendo um “pequeno deus”, que não sabe sequer reger o seu próprio coração, excetuando-se nisto a um único homem, conhecido historicamente pela sua obediência, Jesus Cristo, conforme está em Fp 2: 5 a 10.

O homem pensa, portanto, existe, mas  por pensar mal  um dia deixará de existir sendo consumido pelo seu  próprio raciocínio tortuoso que o afasta da verdade, nessa loucura  escolhe antes ser a imagem e semelhança de um macaco, a ser criado a semelhança de Deus, optando pela pequenez quando aquinhoado imeritoriamente com a grandeza.

Jabour tem razão, o raciocínio não torna os homens superiores aos animais, antes  leva muitos  a serem ateus, o que felizmente não acontece entre os irracionais, que obedecem rigidamente seus instintos naturais, não questionando suas origens.

Read Full Post »

A Bíblia e a Ciência

TODO O OLHO VERÁ  (Ap 1: 7 e 11: 9)

Em Ap 1: 7 esta escrito: “Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo aqueles que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém”. Sendo a terra redonda como é possível que todo o olho veja a sua volta a terra em glória como afirma a Bíblia? Muitas formas e tentativas de explicação foram feitas através doa tempos visando dar lógica a esse texto.

Do mesmo modo, como seria possível se cumprir o que está em Ap 11:9, onde ao mesmo tempo, ou seja em três dias, homens de vários povos, e tribos, e línguas, e nações veriam as duas testemunhas e seus corpos mortos expostos em Jerusalém.

Quando este texto foi escrito isto era impossível, visto que não havia rádio, jornal, enviados especiais, televisões, internet, satélites, etc.

Hoje,  entretanto, os meios de comunicação de massa, e o mais rápido deles é a internet a rede mundial de comunicação, mostra qualquer acontecimento quase que instantaneamente ao mundo inteiro, e em qualquer lugar onde tenha ocorrido, mostrando que quem escreveu a Bíblia conhecia os acontecimentos futuros.

A volta de Jesus será um evento sobrenatural, o maior acontecimento da história humana e que deixará o mundo perplexo e trêmulo, Ap 6: 16 e 17, assim como será tremendo o ato de ressurreição das duas testemunhas de Israel, não sabemos nem podemos imaginar tal glória jamais vista, nem a grandeza que se mostrará nestes atos, mas até pela razão e pela lógica,  os ímpios hoje estão inescusáveis, e só não entendem a soberania divina por não quererem entender.

Mas ao final todo olho verá.

Read Full Post »

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: