Feeds:
Posts
Comentários

Acepção 2 um cético

Desde menino sempre me interessei muito por mistérios da natureza, gostava de filmes de terror e de histórias macabras que desafiavam a lógica como ouvir no rádio o ‘teatro da meia noite”, mesmo que eu depois tivesse que dormir com a cabeça coberta por medo do escuro.

Assim, não perdia no radio a programa mundo estranho e na tv as séries além da imaginação e quarta dimensão, que abordavam temas sinistros. Na juventude me interessei por óvnis e osnis e seus misteriosos fenômenos cujas manifestações me deixaram perplexo em especial as ocorridas no triângulo das Bermudas e no lago Michigan, e outros triângulos similares. Passei a ler tudo o que podia sobre o assunto. Uma noite ao sair de casa olhei para a esquerda e vi no céu pouco acima das arvores do horizonte uma estrela incomum muito grande e brilhante, e vi que fazia movimentos estranhos. Chamei outras pessoas para observar e tudo se paralisou, e todos começaram a rir e dizer que eu estava vendo coisas. De repente a luz voltou a fazer as mesmas evoluções iniciais deixando todos perplexos, e num repente se apagou ou foi para o fundo em velocidade tal que pareceu se apagar.

Outra ocasião em um noite enluarada vi uma luz se deslocar pelo céu em muita velocidade e em uma rota parabólica constante, chamei outros para verem e acharam que era um satélite em sua órbita ao redor da terra, porém ela tomou a direção da lua e se aprofundou como se a fosse orbitar e diminuiu até desaparecer na escuridão infinita. Não era um satélite e não orbitava portanto a terra. Tive outras visões, mas nada além de luzes estranhas na noite. Nunca me deixei impressionar sobre tais coisas, embora lesse e pesquisasse tudo o que podia sobre o tema, para mim não passavam de luzes inexplicáveis.

Passei por seitas ou religiões envoltas em mistério, sem nunca me impressionar com nada do que via e ouvia, pois nunca via lógica nas doutrinas. Um dia na juventude em um leito de hospital me preparando para uma cirurgia, li o novo testamento e vi nele tal lógica que nunca mais abandonei tal leitura, após consegui uma Bíblia, a li inteira e me converti e até hoje sou um obstinado leitor dela. Pode parecer que sou ingênuo, mas pela minha experiência de vida creio ser muito mais um cético, que só crê na lógica das coisas, e a Bíblia é a própria lógica, ela se explica por si mesma sempre e o tempo a comprova.

Não temo novidades e assim assisti e assisto atentamente todas as séries que a mídia mostra sobre extraterrestres e alienígenas, etc., e conheci quase todas as mitologias, a dos sumérios, dos maias, dos astecas, dos incas, dos índios americanos, dos hindus, nórdicos, egípcios, etc. Ao ver o que propuseram sobre suas tradições, inscrições, escritos, construções, provas, textos, etc., achei fantástica a gama de ideias propostas pelos apresentadores, que tem a liberdade total para elucubrar, discutir e até expor e afirmar as suas convicções, na tentativa de mostrar que nenhuma possibilidade e impossível, por mais que pareçam bizarras e que possam estar absolutamente erradas. Quase todos são PhD´s que acreditam no que estão dizendo e que tem muita base para fazê-lo, porém, a lógica que creio está em 1 Co 3: 19.

Após cada informação medito e por mais que fique impressionado com as exposições, prevalece a minha parte cética, e pondo tudo a luz da Bíblia Sl 119: 115, concluo sempre que esse episódio acabou por confirmar a minha certeza que a Bíblia e a coisa mais lógica e correta que já se escreveu em toda a terra e em todos os tempos. Acabo ficando sempre com a verdade bíblica que examinada a luz, sempre põe por terra para quem a entende, todas as espantosas proposições e todos os demais escritos.

Todas as mitologias se parecem com a Bíblia e tem até relatos de eventos similares, mas só a Bíblia apresenta uma lógica para cada evento, nela nada acontece ao acaso e sem alertas e os prévios avisos, mostrando que quem a escreveu tem total domínio do que está dizendo, e controla os acontecimentos, não só no tempo, mas no espaço que devem ocorrer, os anunciando sempre antecipadamente, Is 42: 9 e 46: 10. E o mais impressionante é que os eventos do passado que foram anunciados previamente e que já se cumpriram a risca, atestam a sua infalibilidade. Coisas do passado que pareciam fábulas, com o desenvolvimento das ciências foram se comprovando como reais, o que garante que as profetizadas para o futuro também no tempo devido se cumprirão. A diferença entre a Bíblia e as muitas mitologias e que a Bíblia é absolutamente lógica e com contexto harmônico no todo, Is 42:9 e 46: 10, não existe nela os acontecimentos fortuitos ou ocasionais. Para mim, a verdade está em cada contexto bíblico, e como um cético, quanto mais leio, logicamente mais creio. cláudio pinto pr

Pense: “Existem muitas verdades, mas uma só é verdade absoluta, é aquela que permanece para sempre sendo a verdade, ainda que pareça ingênua, permanece, Mt 24: 35.

Anúncios

O b e o M - bl

A Bíblia é ampla, mas no seu contexto total se concentra basicamente numa única revelação: a de que existe uma luta entre o bem e o mal e entre a luz e as trevas, porém não revela qual a amplitude ou o alcance das ações bélicas. Todo o texto bíblico desde o Gênesis ao apocalipse aborda esse tema como central e absoluto. Por ter esse conceito tão definido, a Bíblia se difere de todos os demais escritos do passado, pois tudo nela gira em torno dessa batalha e todas as profecias apontam para o seu desfecho futuro no qual ela garante o bem prevalecerá e na qual a nossa casa, o planeta terra está envolvido, de forma total e absoluta.

A Bíblia começa narrando a criação e a formação do homem e revela a sua queda ao querer conhecer o mal que não lhe fora dado, por ter sido formado a imagem e semelhança de seu Criador Deus. Quem lhe deu o conhecimento do mal foi a serpente a mais astuta das alimárias do jardim, Gn 3: 1. Para isso usou de todo o engano e malícia ao falar, e assim não só derrubou o homem no mal, como também revelou o seu caráter maligno a todos os que tem olhos para ver. O homem foi formado “muito bom”, Gn 1: 30, mas pecou e toda a humanidade foi gerada a partir de uma casal caído, no qual o mal prevalecia e a prova é que o primeiro de seus filhos foi também o primeiro homicida da história, revelando a sua essência maligna ao matar a seu irmão que se revelará bom e aceito diante de Deus, o que o deixou indignado e irado.

Deus nessa luta contra o mal, revelou que um dia geraria da mulher um varão que teria o seu calcanhar ferido pela serpente, mas lhe pisaria a cabeça Gn 3: 15. Esse varão nasceu na terra na plenitude dos tempos e se chamou Jesus Cristo e teve seu calcanhar ferido na cruz, mas ressuscitando da morte, pois fim ao império da morte Hb 2: 14, e pisou a cabeça da serpente para sempre. Esse mesmo Jesus em respeito a princípios espirituais de Deus, seu Pai, veio a terra da forma legal, ou seja nascendo de mulher e assim entrando na terra pela porta, Jo 10: 1, pois a terra Deus deu aos filhos dos homens, veja Sl 115: 15 e 16, e não a deu a nenhum ser extraterrestre que nela é um invasor, pois entra por outra parte: “Na verdade, na verdade vos digo que aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, e ladrão e salteador”. Portanto, qualquer que entrar na terra seja por que portal for se não nascer do ventre da mulher se enquadra nesse texto e se revela como procedente do mal e das trevas, a qual compõe o espaço infinito. Os que são de Deus procedem da Luz, Mt 4: 16.

Portanto, nessa visão bíblica, qualquer que vier de outra parte, vira para ensinar o mal, ou seja, ensinar a fazer armas, a guerrear e destruir, e a ter ambição desmedida, etc. A nossa história está escrita através de guerras e conquistas sucessivas, no qual a paz é apenas um hiato, para se preparar uma nova e terrível guerra, pois o predomínio e do mal cumprindo Jo 10: 10: “O ladrão não vem senão a roubar, a matar e a destruir, e assim são os relatos passados.

Já Jesus, o Filho de Deus e Salvador dos que o recebem, veio para que tivéssemos vida, e vida em abundância, e só ensinou e praticou o bem, e deu a sua vida por amor aos homens, e foi quem nos revelou que ele era a luz do mundo que estava em trevas, Jo 1: 9, 8: 12, 3: 19 a 21, 9: 5 e 12: 35 e 46, e que veio para combater as trevas, e para vencer o mundo Jo 16: 33, e para criar um novo céu e uma nova terra, onde habita a justiça. Se o mundo foi formado em pecado o Cordeiro veio para tirar o pecado do mundo e o fez conforme Jo 1: 29.

Jesus é a luz do mundo, e quem está em Jesus está na luz, pois deixou as trevas e o mal, e veio para a luz conforme Jo 3: 18 a 21. Mas se você está enganado e a luz que teus olhos veem forem trevas, que densas trevas serão, Lc 11: 33 a 36.

cláudio pinto pr

Pense: “No mundo há uma luz que ilumina a mentira, e uma luz que revela e é a verdade”

Misc univ bl

Existem seres alienígenas vivendo na terra? Nós não conhecemos os subterrâneos de nosso planeta e nunca fomos ao centro da terra, portanto todo nosso conhecimento se baseia em meras conjeturas e conclusões e não numa realidade comprovada. Quanto conhecemos de nossos oceanos? Sem duvida, muito menos do que sobre o restante do planeta, portanto podemos estar convivendo com coisas que nem imaginamos e bem mais perto do que pudéssemos supor. Esperamos seres misteriosos e vindos do céu e talvez sejamos surpreendidos ao vê-los subirem e isso bem de debaixo de nossos pés, Ap 9: 1.

Nesse caso o único livro que prevê isso e a Bíblia sagrada em Ap 9: 1 a 3, que cita seres estranhos subindo debaixo e vindo do poço do abismo. Se a terra estivesse coalhada de seres alienígenas isso anularia a fé cristã, as previsões bíblicas e a existência de um Deus único e Criador que ela anuncia? creio que muito ao contrário, tudo isso só confirma serem essas coisas absolutamente verdadeiras.

Não esqueçam que contra todas as evidências e opiniões, a Bíblia coloca a terra em pleno e absoluto destaque a evidenciando na criação logo no capítulo e verso um do Gênesis. Deus nunca escondeu a importância que dá ao nosso pequenino e insignificante planeta em relação ao universo, definida como uma pálida bolinha azul por um certo astrônomo, e como nós o conceituamos e o consideramos. Ao contrário Deus o Criador único diz no Salmo 24: 1: “Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam”. A terra é uma pérola preciosa de Deus solta no universo, e ele não tolda isso aos nossos olhos a pondo no centro de tudo diante de nós.

A prova é que com tão numerosos e imensos planetas em torno de maravilhosas e imensas estrelas no universo, parece que a atenção geral e voltada a nossa pequena e insignificante “bolinha”, confirmando o fenômeno que ocorre com Israel, o povo a quem Deus se revelou como Criador único, que embora habite numa região desértica e pequenina, é a mais cobiçada de todo o mundo a ponto de haver um constante conflito pela sua posse. Não fosse a revelação bíblica e essa obstinação do mundo por dominar a região da terra Santa de Israel não teria o mínimo sentido. Mas ali é a casa de Deus e ali está o monte santo de Deus, e isso explica o porque de todos os olhares convergirem para ali, pois é o centro de tudo.

O mesmo ocorre com o nosso planeta, Deus o revela como sendo seu, fato que o diferencia do restante do universo, e todos cruzam o infinito, usando toda a tecnologia inimaginável e com o mesmo proposito, querer rodear a nossa bolinha para tomar posse daquilo que é precioso para Deus. Como ocorre com o local do templo na terra santa, a terra é como uma colmeia cheia de mel e portanto, rodeada por abelhas de todas as partes e cobiçada por todos os animais pelo seu valor nutritivo e doce, todos enfrentam as picadas querendo saborear o mel. Estamos cercados, por todos os seres, todas as tramas e conjeturas.

Portanto, quantos mais seres extraterrestres estiverem ao nosso redor, e até entre nós, mais se revela que verdadeiro é o relato bíblico da criação e de um Deus Criador único que está acima de todas estas coisas, por mais avançadas, espantosas e tecnológicas que se mostrem e sejam. A Bíblia não só conta a criação e o passado da terra, como prevê e anuncia com todos os detalhes o seu futuro, no qual o Deus único cumprirá a oração feita por todos os que nele esperam e oram dizendo: “Venha o teu reino”. Deus reinará desde os céus, e estará reinando na terra, e com Ele todos os seus santos. Ap 20:6 e 22: 5, e isso em cumprimento ao que está anunciado na Bíblia e isso contrariando todas as evidências e expectativas, daqueles que creem fielmente em todas as fábulas mitológicas, mas descreem da palavra de Deus.

Deus é o Senhor e reina soberano sobre toda a sua criação e sobre todas as coisas, até sobre a nossa sabedoria, filosofia, conjeturas, tradição, incredulidade e fértil imaginação. claúdio pinto pr

Pense: “Deus não cria conjeturas, antes conjetura é após cria realidades”. Nábulus, pensador cristão

AD 4 pre do pas

Eu não sei exatamente qual a idade de nosso planeta e nem o que ocorreu através de sua pré história, se um meteoro extinguiu os dinossauros e se homens conviveram com eles, se houve na terra uma ou muitas civilizações muito mais avançadas do que a de hoje, e mesmo se os extraterrestres nos visitaram no passado e através de sua super tecnologia, interferiram em nosso DNA o alterando como é suposto. Não sei se terráqueos viajaram através da dimensão espaço/tempo e hoje estão retornando do futuro para nos visitarem no presente e nos advertirem sobre o porvir, querendo nos alertar sobre perigos que desconhecemos.

Na verdade, ainda que tudo isso tivesse ocorrido no passado, nada teria nenhuma importância diante do que nos revela a Bíblia sagrada, para o nosso futuro. Deus o Criador revelou o futuro não só da humanidade, como o do próprio planeta terra, e ainda que todo tipo de alienígenas, estejam hoje ocupando parte de nossos oceanos, estejam nos subterrâneos da terra, e ainda em nossa atmosfera, esses invasores talvez dimensionais, nada poderão fazer a não ser se quedar diante do poder do Deus supremo o Todo poderoso, o Deus Criador dos céus e da terra. A supremacia de Deus e tão absoluta que Ele não esconde as suas intenções e planos futuros, sabendo que são imutáveis e que se cumprirão, os revelando na Bíblia para quem quiser tomar conhecimento sejam homens, principados ou potestades, sabendo que mesmo que queiram e tentem, não poderão de forma alguma alterá-los, pois ´Deus é supremo.

O que aconteceu no passado, se é que houve um passado, por mais empolgante, espantoso e intrigante que seja, não tem a mínima importância para nós, embora empolgue os sábios deste mundo, 1Co 1: 19, em nada poderá nos afetar no futuro próximo. O que realmente nos interessa para o futuro, já nos foi revelado por Deus na Bíblia recentemente através de seus profetas, e vai ocorrer em breve. O que é importante já o sabemos, pois está claramente relatado por Deus na Bíblia para nos prevenir e não estarmos desapercebidos, Lc 19: 34 a 36.

Se hoje caminhamos para a hecatombe final, pelo aquecimento global, pelo degelo dos polos, pelo cessar da circulação termo salina, pelo aumento do nível dos oceanos, pelas tempestades progressivas, enchentes, tornados, ciclones, vulcões, terremotos, maremotos ou tsunamis, etc., se somando a isso, pragas e moléstias, todas de volta com seus contágios e mortandade, e as feras do campo que já nos invadem, Mt 24: 7 e 8. Há ainda prenúncios de uma terceira guerra mundial agora atômica. O importante hoje não é saber quem nos visitou no passado distante e nada fez de útil por nós , mas quem mudou a nossa história e poderá nos socorrer e salvar no futuro que é Jesus Cristo, que em breve voltará e estará conosco para sempre conforme dito em Mt 24: 30 e Ap 1: 7. O que nos interessa do passado foi que vindo Jesus, nos salvou, e no futuro e que o mesmo Jesus voltará e nos eternizará. Mas será um tempo de dura verdade para o mundo, mais ligado as fábulas que a verdade, Mt 24: 29 e 30.

Certamente não será os que não nos socorreram no passado, e que nada nos ensinaram para que fossemos uma criação melhor, antes nos instruíram nas artes de guerra e da destruição, nas magias, maquiagens, astrologia, etc. Tudo o que nos ensinaram que aparentemente seria bom, foi para poder nos enganar e manipular minimamente a favor deles. Esse conhecimento nunca trouxe solução para nenhum dos nossos problemas, passados, presentes ou futuros, e só acrescentaram mais confusão a confusão já existente e predominante entre nós.

Mas Deus promete a solução para todos os nossos problemas, e as anuncia antes que venham a ocorrer, num desafio aberto a quem acha que pode impedi-las de se cumprirem. Estão todas narradas na Bíblia sagrada e se cumpriram independente do que se creia tenha ocorrido num suposto passado, pois para Deus o passado e futuro são hoje, pois é eterno e também é o Senhor do tempo.

Ainda que interventores rodeiem a terra na tentativa desesperada de impedir o inevitável por lhes ser contrário, o que está profetizado se cumprirá sem que uma virgula seja mudada, pois Deus é supremo. Somente os descrentes e desprovidos de fé é que recusando a verdade se deixarão envolver pelos sinais do céus e seus enganos, Jr 10: 2, e infelizmente pagarão o preço, se não mudarem deixando a sua incredulidade ainda em tempo, pois passarão o céu e a terra, mas a palavra de Deus não há de passar, Mt 24: 35.

Deus tem um plano perfeito e imutável para o homem já anunciado pelos profetas e que se cumprirá com a volta de Jesus Cristo, que morreu para salvar todos os homens , Jo 3: 16.

Pense: “O passado só tem valor, se acrescentar algo que melhore o futuro”, fora disso será apenas história, curiosa, fútil, mas inútil. Nábulus, pensador cristão

Para rir ou chorar?

Todos sabemos ser a Grécia é o berço da cultura ocidental, pois quando Roma a conquistou ficou cativada pelo seu tremendo cabedal cultural, seus costumes e tradições e até pela sua rica mitologia, a qual de pronto assimilou e replicou no panteão dos deuses romanos.

Os gregos dedicavam grande parte de seu tempo, para apreciar e discutir qualquer novidade o que ficou registrado na Bíblia, quando o apóstolo Paulo, um homem letrado, vendo a idolatria da cidade de Atenas, pregava a Jesus na sinagogas e nas praças da cidade. Encontrado ali por alguns filósofos epi cureus e estoicos, foi por eles conduzido ao areópago, para que lhes desse a conhecer essa nova doutrina que pregava. Paulo, observando seus deuses, e vendo que tinham um altar no qual estava escrito “Ao Deus desconhecido”, At 17: 23, decidiu usar de um artifício para os atrair e lhes pregar a salvação, a qual ouviram, até ele citar a ressurreição de Cristo, At 17: 31, alguns escarneceram e outros lhe disseram que se deixasse esse assunto para uma outra oportunidade, At 17: 32. Os sábios consideraram a Paulo como um tolo.

Isto só confirmou que o evangelho ´foge ao entendimento dos sábios e entendidos, dos ricos e poderosos, mas e facilmente assimilado pelos pobres e humildes de coração. O curioso e que a cultura grega era essencialmente “machista”, pois cultuavam “o belo”, ou seja , o masculino, e desprezavam o feminino como inferior. Prova disso são as esculturas gregas enaltecendo os homens. Sócrates , o mais famoso pensador grego, foi quem criou o primeiro conceito de família, onde o Estado deveria ser o responsável pela reprodução, adoção, educação e criação dos filhos, o que hoje é reapresentado como uma “novidade pelos chamados progressistas”. Os gregos viam as mulheres como indispensáveis para a reprodução, porém, desprezíveis e inferiores intelectualmente e inaptas para qualquer inteiração intelectual com os homens.

E contraditório que os que hoje combatem ao machismo, e lutam pela chamada igualdade, e o empoderamento feminino, adotem a doutrina de família dos gregos, que tinham a mulher apenas como útil a reprodução, isso quando tida por apta para tal função, apenas hoje com uma nova roupagem e pior, confeccionada por uma mulher. Ao adotar a ideologia de gênero similar a que Sócrates queria implantar na Grécia antiga, confirma o também “velho ditado”: “o tempo é o senhor da verdade”, e só o tempo vai dar a resposta a práticas que vem desde os primórdios da humanidade, e que rejeitadas e reprovadas no passado como impróprias, retornem sempre a pauta, em nova embalagem e como se fossem grandes novidades, como apreciavam os pensadores gregos. Isto é para rir ou chorar? digo, é para orar, a Deus.

cláudio pinto pr

Pense: “A família e o único laço suficientemente forte para deter o homem, sem a família, e só uma questão de tempo para não haver também mais homens”. Nábulus, pensador cristão

Os PHD´s - V bl

Confesso que sempre tive muita admiração por homens que estudam a ponto de ostentarem algum título, ainda mais o da nobreza de um “PhD”, apresentado ao lado de sua figura na tela. E sem dúvida uma aura de excelência. Porém, essa admiração as vezes é abalada quando assisto uma série na teve fechada, onde quase todos os participantes do programa ostentam esse pomposo título em suas respectivas áreas, devido a alguns de seus depoimentos.

Percebi que no tocante ao extremo conhecimento humano são irrepreensíveis, porém sendo confrontados com o conhecimento das coisas espirituais falham inexplicavelmente. Me veio então a mente o texto de 1Corintios 1: 19 e 20, onde se lê: “ destruirei a sabedoria dos sábios e aniquilarei a inteligência dos inteligentes. Onde está o sábio? onde está o escriba? onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?”. Deus considera como loucura a sabedoria deste mundo, por impedir que seu detentor possa entender as coisas mais simples e singelas desta vida como as expressadas no texto bíblico, pois estas se discernirem espiritualmente e não pelo intelecto humano.

Como exemplo e sem citar nomes, houve uma caso em que um dos Ph.D´s, leu o seguinte texto bíblico: “Mas da árvore da ciência do bem e do mal, dela não comerás; porque no dia em que dela comeres, certamente morrerás”. E após ler este texto tão simples e claro, com um ar misto de extrema sabedoria e irônica suspeita perguntou: “Porque Deus não queria que o homem adquirisse o conhecimento?” ora, a resposta estava absolutamente clara no texto lido, era porque isto lhe traria a morte, a qual Deus não queria que o atingisse e o que acabou por acontecer conforme Gn 3: 6 e Rm 5: 12. Deus sabia que tal conhecimento do mal só poderia acrescentar ao homem uma coisa: a morte. Por isso não queria que o homem dela comesse. Na minha simplicidade lembrei que, a Bíblia não se lê só com a mente, mas também com o Espírito, não é um livro de fábulas, mas é a palavra de Deus dada aos homens.

Outra pergunta bizarra foi a feita após ler o texto de Gn 2: 9 que diz: “E o Senhor Deus fez brotar da terra toda árvore agradável a vista, e boa para comida: e a árvore da vida no meio do jardim, e a árvore da ciência do bem e do mal”. E com sarcasmo pergunta: Porque Deus não queria que o homem comesse da árvore da ciência do bem e do mal? na pergunta embutida a mesma suspeita revelada pela serpente, em Gn 3: 4 e 5, de que Deus não queria que o homem se tornasse sábio como Ele ao conhecer o bem e o mal. Ora, Deus permitia que se comesse de todas ás árvores, que eram muitas, e todas boas para ver e se comer, e benéficas , só vetava uma árvore por ser nociva ao homem. A pergunta deveria ser: “porque diante de tantas , boas e frutíferas árvores dadas por Deus para que delas comesse, o homem queria comer somente da única que lhe era vetada por Deus, e isto por lhe ser advertidamente maligna?

A questão deveria ser: “Se não se podia comer dela porque estava no jardim?” Era para que Deus pudesse provar a obediência do ser que criara quando esse fosse tentado a desobedecê-lo. Além do mais, o bem o homem já possuía, foi criado muito bom, veja Gn 1: 31, e comendo da tal árvore, só adquiriria o mal que o degeneraria e Deus não queria isso. Na verdade, outra vez a bondade de Deus e vista pelo descrente como sendo maldade, provando que, só com a mente espiritual, se entende as coisas do Espírito, conforme diz 1Co 2: 15. Coisas espirituais só se discernem espiritualmente. A letra mata e o Espírito vivifica 2Co 3: 6b.

É intrigante, e creio que porque estas se discernem espiritualmente e não intelectualmente e que estas coisas ocorrem, conforme diz 1Co 2: 13 e 14. Para se entender a Bíblia é preciso ter além de sabedoria que discerne os fatos históricos, também ter a mente de Cristo, citada em de 1Co 2: 16b, a qual todo o convertido a Cristo, mesmo o inculto, pela graça tem. Ocorre ainda, a citação de textos da tradição judaica como sendo parte do cânone bíblico.

Quanto a mim que apenas faço parte das coisas loucas, fracas, vis e desprezíveis deste mundo conforme está em 1Co 2: 27 a 29, e como PhD não passo de um “pequeno homem de Deus”, creio que a sabedoria consiste em sabermos mensurar onde está o limite para se exercitar com zelo a sabedoria, sem nos expormos naquilo que, talvez não saibamos com exelencia. cláudio pinto pr

Pense: “O limite entre a extrema sabedoria e a insanidade e tênue, e bem menor do que a nossa inteligência possa supor” Nábulus, pensador cristão

AD 2 a B e as Mitols

Estão registradas em todas as civilizações antigas as suas mitologias e tradições. Todas foram escritas por aqueles que as presenciavam e as narravam conforme o seu entendimento e suas interpretações. Se acreditassem que o que viam era ação de deuses dotados de superpoderes ou poderes mágicos, assim o transmitiam. Não me consta que esses deuses pedissem que as suas ações e palavras fossem escritas para a posteridade, embora não o impedissem e talvez até gostassem, porém o registrar fatos parece uma tarefa própria do observador, que o fez como entendeu e da forma que pode.

Viam sempre há muitos deuses, que estavam envolvidos em rixas e porfias e ocupados em continuas escaramuças entre si pelo poder, honra e busca da supremacia. Nestas lutas e contendas é onde vemos o seu alto poder destrutivo, fato que deixava abismados os seus observadores. Dizem que usavam alta tecnologia a qual não entendida pelos primitivos, era tida como uma ação poderosa de deuses. Em todos os relatos fica claro serem os visitantes, violentos e destrutivos, e sem nenhum interesse maior em instruir os povos visitados, que por isso nunca entenderam o que presenciavam. Foram tempos de muita e farta exibição e hostilidade e de muito pouca instrução aos que dela tanto necessitavam.

Todos os ensinamentos são mera presunção, sem nenhum teor ou fundamento mais solido. Ou então os primitivos eram tão maus alunos que nada aprendiam sobre o que lhes era ensinado, como erguer pirâmides, cortar pedras com precisão, erguer monólitos de toneladas, talvez até por levitação, criar potentes máquinas voadoras, etc. Só o que aprenderam e nos transmitiram desses contatos, foi a arte de guerrear e de destruir os adversários, nisso eles foram ótimos mestres e os povos primitivos excelentes alunos, sem nenhuma dúvida. Será esse o motivo de sermos sempre povos e raças, guerreiras?

Apesar dos pesares, se dá todo crédito a todos esses escritos e resíduos do passado e se especula muito e se gasta tempo, tentando a todo custo desvendar aquilo que não nos foi revelado de forma clara e deliberadamente. Atribuir as nossas descobertas e o desenvolvimento tecnológico a que já chegamos a influências alienígenas, e mostrar realmente o descrédito que temos por nós mesmos não crendo que podemos ter mentes brilhantes , capazes, competentes e até geniais entre nós, o que é muito mal.

Embora se dê crédito a todas as mitologias , os sábios deste mundo não dão muito crédito a um livro, talvez pelo autor se revelar com todas as letras como sendo o Deus Criador e instruir os que o leem a respeito do bem e do mal, e como proceder para serem salvos de toda essas influências malignas das potestades do ar de Ef 2: 2, que na verdade muito nos usaram e nunca em nada nos ajudaram.

O Deus Criador criou o homem a partir de Adão, a sua imagem e semelhança e não esconde isso de ninguém, Gn 1: 26 a 28, e 2: 7, e revela que invasores do jardim trabalharam para derrubar o homem para que ele não fosse o auxiliar do Criador, tomando o lugar dos que antes o ocupavam e de lá antes caíram. Esses invasores embotaram a mente humana ao lhe embutir o conhecimento do mal, para os afastar de Deus e frustrarem o propósito divino de ter o homem como seu auxiliar em substituição a eles.

São realmente extraterrestres e muito mais antigos que o homem Adão, criado a próximos seis mil anos. O homem caiu e isso ocasionou mais de cindo mil anos de atraso, o qual Deus o está restituindo, pois não desistiu do homem e irá o restituir no futuro, a imagem inicial em Jesus Cristo o salvador do mundo Jo 4: 42. Deus veio para retirar o mal da criação e reintegrar o homem no bem, e redimido ser o seu auxiliar eternamente em Cristo Jesus. E isto é o que a Bíblia anuncia e que contemplará todos os que nela creem e a Jesus receberem, conforme está em Ap 21: 3.

Adão é o primeiro humano e o único antropoide criado a imagem e semelhança de seu Criador, o Deus bíblico, e seu nome deu origem a humanidade da qual é o ancestral único e isto faz toda a diferença . Os demais antropoides como ele, existem, mas não tem a imagem e semelhança de Deus o Criador. Quanto aos acontecimentos remotos em nada poderão alterar o futuro já declarado por Deus para os que creem e o recebem. O que irá acontecer independente do que ficou para trás, pois está é a palavra que moverá o futuro independente dos que rodeiam a terra na tentativa infrutífera de ainda o impedir. Deus é Senhor e reina soberano, sobre os céus e a terra, e diante dele todos temem e tremem . Aos crentes , venham as glórias do futuro, aos descrentes, as glórias do passado ao qual estão presos, por mera incredulidade.

Toda glória e louvor a Deus Criador, e ao Cordeiro o Salvador do mundo.

cláudio pinto pr

Pense: “Os servos de Deus neste mundo maligno, serão reis e sacerdotes no reino de Deus e na eternidade. Ap 1: 6, sempre é tempo de se arrepender. Nábulus pensador cristão

%d blogueiros gostam disto: